Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses
Esculturas Infinitas
Pedro Pina

Exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

Exposições há muitas, seus... interessados. Mas estas prometem destacar-se até ao final de 2020.

Por Francisca Dias Real
Publicidade

A agenda de exposições em Lisboa começa, finalmente, a recuperar o ritmo pré-pandemia. É certo que nada é igual, nada mais será a mesma coisa, mas enquanto podemos abraçar uma normalidade controlada devemos fazê-lo  para bem da nossa sanidade mental e em nome da cultura e dos artistas. Até ao final do ano há uma série de exposições que merecem o nosso olhar atento, tendo sido muitas delas adiadas no calendário a empurradas para a agenda outonal dos museus. Tome nota destas exposições em Lisboa que vale a pena ver.

Recomendado: Exposições em Lisboa para visitar este fim-de-semana

Exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

exposições
exposições
Fotografia: DR

Meet Vincent Van Gogh

Coisas para fazer Terreiro das Missas, Grande Lisboa

Conhecem o nome, mas não conhecem a história. Ou melhor, conhecem as obras, associam-nas a um nome, mas não sabem quem é realmente o pintor holandês Vincent van Gogh. “Meet Vincent van Gogh” é uma produção do Vincent van Gogh Museum, em Amesterdão, em parceria com a UAU, que depois de Pequim, Barcelona e Seul chega a Lisboa para ocupar o recinto do Terreiro das Missas, em Belém. A exposição é uma máquina do tempo multissensorial que convida o visitante a entrar e a remexer nos sentimentos, angústias, amores e pensamentos do artista.

O Mar é a Nossa Terra
O Mar é a Nossa Terra
DR

O Mar é a Nossa Terra

Arte Centro Cultural de Belém, Belém

O CCB reabriu a Garagem Sul e por lá está a exposição “O Mar é a Nossa Terra”, inaugurada a 10 de Março, poucos dias antes de fecharem portas, e que apresenta as contradições que existem entre a terra e o mar, sob a perspectiva da arquitectura, do ordenamento do território e da construção da paisagem. O ponto de partida são as contradições físicas e a cultura popular da praia da Figueira da Foz, dando assim a conhecer um conjunto de experiências de pensamento, desenho e configuração das linhas de costa e da sua relação com a imensidão do oceano.

Publicidade
Esculturas Infinitas
Esculturas Infinitas
Pedro Pina

Esculturas Infinitas

Coisas para fazer Exposições Fundação Calouste Gulbenkian, São Sebastião

Depois de adiada devido à pandemia, está finalmente instalada na Galeria Principal da Gulbenkian a exposição "Esculturas Infinitas", onde 16 artistas contemporâneos partilham o fascínio pela técnica da moldagem e pelas suas múltiplas possibilidades na reprodução tanto de obras de arte como de elementos do quotidiano ou da natureza. Co-produzida pelo Museu Calouste Gulbenkian e a École Nationale Supérieure des Beaux-Arts de Paris, em colaboração com a Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, a exposição tem como um dos temas centrais a noção de multiplicação infinita, só possível devido ao molde que permite essa pluralidade.

Vintage PUB – a memória das farmácias
Vintage PUB – a memória das farmácias
DR

Vintage PUB – a memória das farmácias

Arte Museu da Farmácia, Chiado/Cais do Sodré

Os anúncios de rebuçados para a tosse podem ser dos poucos que ainda fazem parte do imaginário da publicidade farmacêutica, mas não são os únicos. Desde há muito que este tipo de publicidade se instalou nas televisões, rádios e publicações escritas. “Vintage PUB – a memória das farmácias” é a nova exposição do Museu da Farmácia e reúne diversos anúncios da década de 1960 em publicações do Grémio Nacional das Farmácias, organização que representou o sector durante o Estado Novo. Além de estar presente fisicamente no museu e ficar por lá até 31 de Janeiro de 2021, a exposição terá também uma versão online.

Publicidade
 Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro | Histórias Desenhadas
 Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro | Histórias Desenhadas
Museu Bordalo Pinheiro

Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro | Histórias Desenhadas

Arte Museu Bordalo Pinheiro, Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

No ano em que se comemoram os 100 anos da morte de Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro (1867 – 1920), o Museu Bordalo Pinheiro acolhe até Fevereiro de 2021 a exposição "Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro | Histórias Desenhadas", que evoca o trabalho e obra do ilustrador, ceramista e filho de Rafael Bordalo Pinheiro. A exposição, instalada na Sala da Paródia, serve de retrospectiva do trabalho de Manuel Gustavo, com especial foco na sua obra gráfica, pela qual ficou conhecido sendo pioneiro da ilustração infantil em Portugal. A par desta mostra, há ainda uma exposição virtual dedicada ao autor na recém lançada página do museu no Google Arts & Culture, sendo o primeiro equipamento da EGEAC a integrar a plataforma online.

Guerreiros e Mártires. A Cristandade e o Islão na formação de Portugal
Guerreiros e Mártires. A Cristandade e o Islão na formação de Portugal
MNAA

Guerreiros e Mártires. A Cristandade e o Islão na formação de Portugal

Arte Museu Nacional de Arte Antiga, Estrela/Lapa/Santos

O Museu Nacional de Arte Antiga vai finalmente assinalar os 800 anos da morte dos chamados Mártires de Marrocos, um grupo de missionários franciscanos torturados no Norte de África, com esta exposição, que ficará patente até Fevereiro do próximo ano. Comissariada por Santiago Macias e Joaquim Oliveira Caetano, reúne peças de ourivesaria, cerâmica, pintura, iluminura e têxteis, entre outros objectos que remetem para este período.

Publicidade
Pavilhão do Conhecimento
Pavilhão do Conhecimento
Pavilhão do Conhecimento

Exposição Viral

Miúdos Pavilhão do Conhecimento, Parque das Nações

Criada de raiz pelo Pavilhão do Conhecimento, em colaboração com outros dois centros de ciência europeus, esta premiada exposição itinerante e interactiva já foi vista por mais de dois milhões de pessoas e está de volta ao Pavilhão do Conhecimento – agora com novos conteúdos relacionados com a Covid-19. Talvez se lembre do Túnel Virulento, talvez o vá percorrer pela primeira vez. Mas se ouvir um “atchim”, tenha cuidado: há micróbios e vírus invisíveis por todo o lado. Pronto para aprender a proteger-se ou, quem sabe, a ser “Viral”?

exposição LEGO
exposição LEGO
exposição LEGO

Exposição de Modelos de peças LEGO

Arte

É a maior exposição europeia de modelos feitos com peças LEGO. Tem dois mil metros quadrados de zona expositiva, e mais de uma centena de maquetas feitas a partir de mais de cinco milhões de peças LEGO. A exposição está dividida em vários núcleos, sendo o mais inacreditável o que contém o modelo do Titanic construído com meio milhão de peças – uma construção com 11 metros de comprimento e três de altura. É uma recriação detalhada que apresenta até os interiores do navio. Há também uma zona com um mapa da Europa, um núcleo dedicado ao corpo humano e até uma área com mais de 100 peças de Star Wars.

Publicidade
Hortas de Lisboa
Hortas de Lisboa
DR

Hortas de Lisboa

Arte Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, Campo Grande/Entrecampos/Alvalade

As hortas sempre foram um elemento particular da paisagem urbana, sobretudo no que toca à subsistência das populações. Agora, e cada vez mais, são vistas como uma forma de sustentabilidade das cidades, com o sucessivo crescimento dos parques hortícolas municipais. Ao longo dos seis núcleos da exposição "Hortas de Lisboa", patente no Palácio Pimenta, põem-se a descoberto histórias e técnicas do passado num claro cruzamento com o presente e o possível futuro destes espaços na cidade, tudo através de cartografia, pintura, vídeo e narrativas de hortelãos.

Arte em Lisboa

colecção moderna na gulbenkian
©DR

Conheça estes museus de arte contemporânea em Lisboa

Arte

Não há muitos museus de arte contemporânea em Lisboa (e arredores), mas os que existem merecem uma visita. Têm colecções importantes e exposições que os colocam cada vez mais em destaque no panorama internacional das artes. Lisboa entrou no mapa da arte contemporânea e tem razões para isso. 

Museu do Dinheiro
Inês Félix

Museus grátis em Lisboa e arredores

Museus

Não é ao domingo de manhã, sábado à tarde ou segunda de madrugada. Estes museus são de entrada gratuita sempre que a porta está aberta ao público (em alguns terá de marcar). E a busca pela descoberta de um museu gratuito também pode significar a descoberta de um museu que nem sempre está nas bocas do mundo e, como sabe, o conhecimento não ocupa lugar por isso quanto mais melhor. Fomos à procura dos museus grátis em Lisboa e concelhos vizinhos e descobrimos algumas pérolas museológicas.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade