A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Open-Seneca
Câmara Municipal de Lisboa

Cinquenta voluntários pedalam por Lisboa para medir a qualidade do ar

O mapeamento dos diferentes níveis de poluição na cidade deverá ajudar a tomar medidas para melhorar a qualidade do ar.

Por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

O projecto Open Seneca, vencedor do Women4Climate Tech Challenge nas cidades de Lisboa e Estocolmo, já arrancou. Na capital portuguesa, contam-se 50 voluntários a pedalar no âmbito da iniciativa, que recolhe dados através de um sensor que, colocado nas bicicletas dos participantes, mede vários componentes ambientais e mapeia os diferentes níveis de poluição em várias zonas da cidade e horários distintos.

“Acho muito interessante poder contribuir para termos um mapeamento dos níveis de poluição na cidade e ajudar a que possam ser tomadas medidas para melhorar a qualidade do ar”, disse Rodolfo Gonçalves, um dos 50 voluntários que aderiram ao Open Seneca.

Cada um dos voluntários tem ainda uma aplicação no telemóvel, para a qual são enviados todos os valores reunidos durante os passeios de bicicleta, que serão posteriormente analisados como parte do conjunto recolhido por outros sensores já existentes em locais-chave de Lisboa. Os resultados podem ser consultados na plataforma Lisboa Aberta, que fornece informação em tempo real sobre a qualidade do ar, mas também do ruído, estado do tempo ou tráfego.

No site do projecto Open Seneca, é possível comprar um kit para quem quiser construir o seu próprio sensor portátil. A ideia é incentivar os cidadãos a contribuir para a monitorização da qualidade do ar nas suas cidades e a partilhar esses dados com a comunidade e os responsáveis pelas políticas públicas.

+ Cascais vai medir qualidade do ar no concelho com 11 sensores

+ Isto vai aquecer: já chegou a nova edição da Time Out Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade