A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Restaurante, Solar dos Presuntos, Sala
©Manuel MansoSolar dos Presuntos

Depois de 44 anos a servir, o Solar dos Presuntos (também) quer ensinar

Por Beatriz Silva Pinto
Publicidade

No Natal de 2019, o mais célebre restaurante de gastronomia minhota em Lisboa vai ter uma cozinha dez vezes maior. O objectivo é fundar uma academia.

Há quase meio século que o Solar dos Presuntos põe a “alta cozinha de Monção” – como apregoa o néon na fachada do restaurante – em cima das mesas de Lisboa. Mas, em breve, a missão do “cantinho” fundado por Evaristo Cardoso, vai alargar-se: as obras que estão a ser feitas nas traseiras do restaurante vão resultar numa cozinha ampliada e renovada onde vai ser possível ensinar – profissionais e amadores – as receitas e os truques da gastronomia minhota. Até vão ter cursos específicos para formar equipas de restaurantes prestes a abrir e que queiram incluir na ementa alguns dos petiscos do Solar dos Presuntos, com o selo de qualidade da casa-mãe.

A cozinha vai ser aumentada “dez vezes”, passando de 60 a 600 metros quadrados, e vão “dotá-la tecnologicamente para dar formação e fazer conteúdos televisivos”, adianta à Time Out Pedro Cardoso, filho de Evaristo e actual responsável pelo restaurante. A ideia é que esta seja uma espécie de cozinha-modelo, “com tecnologia de ponta”.

Aprender a cozinhar uma lampreia, fazer um cozido à portuguesa à moda daqui ou preparar uma mariscada vai ser possível até online, visto que a cozinha vai estar dotada de um estúdio de televisão que possibilita a gravação de aulas. E, caso não tenha a matéria-prima que necessite – ingredientes ou utensílios – pode encomendar ao Solar dos Presuntos, que os faz chegar à sua casa.

Mas, se prefere meter as mãos na massa (literalmente) com um chef ao lado, também há solução. A cozinha renovada vai ter a sala “Chef por um dia”, que pode ser alugada para grupos até 30 pessoas – seja para um aniversário ou para passar uma tarde diferente com amigos e família – e onde terá um chef a cozinhar só para si. Ou consigo. No final, com o estúdio de televisão em funcionamento, pode sair de lá com a aventura documentada em fotos ou vídeo.

As obras nas traseiras do restaurante, que vão tornar tudo isto possível, já se alongam há quase três anos. A culpa é de um inesperado achado arqueológico: 28 esqueletos com 2000 anos de idade, e mais umas quantas relíquias, viram a luz do dia aquando da realização das escavações necessárias para nivelar terreno. Mas os atrasos no projecto não diminuíram a vontade de quem está por trás dele.

“Nós não temos pressa”, explica Pedro Cardoso. A meta é abrir o novo restaurante (e academia) ainda antes do final do próximo ano e espera-se que, no Natal, a cozinha renovada já funcione a todo o vapor. Para isso, o Solar dos Presuntos vai ter de fechar dois ou três meses antes da abertura. Um pequeno inconveniente para atingir um fim maior: assegurar (e expandir) o legado da cozinha de Monção. 

+ Restaurantes para comer lampreia em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade