Restaurantes para comer lampreia em Lisboa

Chegou a época do bicho feio, que este ano dura até 15 de Abril. Dizemos-lhe dez restaurantes para comer lampreia em Lisboa.

Fotografia: Francisco Santos

A maioria dos exemplares deste bicho feio vem do Minho. Tem dentes e é esquisito, admite Augusto Porto, presidente da Associação dos Pescadores do Rio Minho e do Mar, mas é simples de manear. "É uma espécie única, do tempo dos dinossauros, e é uma sanguessuga, alimenta-se através da sucção dos outros animais e utiliza o percurso dos outros animais para se transportar a ela própria", explica Augusto. 

E o que é essencial para um bom arroz de lampreia? Augusto responde: 
"Uma boa lampreia também tem a ver com o saber amanhar. Tem várias tripas com fel e o não saber abrir a lampreia e retirar essas tripas vai fazer com que o arroz não tenha a mesma qualidade e pode tornar-se amargo. Mas é uma carne que dá para confeccionar de muitas formas. Até em escabeche e enlatada já existe."

Nesta lista encontra dez restaurantes que não tiveram medo do bicho feio e que já o estão a servir, no esperado arroz ou à bordalesa.

Dez restaurantes para comer lampreia em Lisboa

1

Pap'Açorda

4 /5 estrelas

38€

Tão certo como haver sempre uma taça enorme de mousse de chocolate disponível, é em meados de Fevereiro abrir a época da lampreia no Pap’Açôrda. Desde que abriu portas no Bairro Alto – já lá vão mais de 35 anos –, e agora no Time Out Market, que não há ano em que a chef Manuela Brandão não prepare o seu famoso arroz de lampreia. Em 2018, a época do “bicho feio” está oficialmente aberta. É um processo que dura mais de 24 horas e que se inicia com o limpar da película que protege a lampreia, seguido pelo seu sangramento para uma travessa onde se vai misturar com vinho tinto, vinagre, cebolas e cenouras. É importante retirar a tripa e outras cartilagens do bicho para não saber mal. Fica então a marinar por 24 horas e só depois é que vai à panela, para por fim ser servido com um arroz branco.

Ler mais
Cais do Sodré
2

JNcQUOI

4 /5 estrelas

42€

A lampreia está no JNcQUOI só durante uma semana, entre 20 e 28 de Fevereiro, mas com pregaminhos do Norte do país. A receita da lampreia do restaurante da Avenida da Liberdade é uma colaboração entre esta cozinha e o restaurante de Matosinhos O Gaveto para cozinhar este bicho feio e o seu sangue tal e qual se faz lá em cima.

Ler mais
Avenida da Liberdade
Publicidade
3

Adega do Solar Minhoto

120€

Não se assuste com o preço, esta dose vai dar para umas três ou quatro pessoas. Isto porque Idalina, minhota, lhe vai servir um bicho inteiro num arroz do seu sangue. A Adega do Solar Minhoto só faz lampreia por encomenda, com dois dias de antecedência. 

 

Ler mais
Alvalade
4

As Colunas

4 /5 estrelas

35€

Dá para passar quase uma semana a almoçar lampreia sem cair na rotina: todos os dias há o esperado arroz, à bordalesa, de escabeche ou assada no forno. Os 35 euros são para uma pessoa, e o natural (aqui como nos restantes restaurantes) é que vá descendo ligeiramente com o avançar da época, até Abril. 

Ler mais
Grande Lisboa
Publicidade
5

Petite Folie

30€  

Há 31 anos que está aberto e há 31 anos que serve arroz de lampreia do Minho ou à bordalesa, à moda de Entre-os-Rios. Isto porque Almerindo Gonçalves, dono e cozinheiro, veio de Monção e conhece bem este camafeu dos rios. A partir desta semana come-se aqui todos os dias até ao fim da época. 

6

Dom Feijão

4 /5 estrelas

30€  

Cada dose, para uma pessoa, traz cinco ou seis argolas do peixe. Desde a semana passada que se serve aqui arroz de lampreia por encomenda – não se esqueça de ligar com dois dias de antecedência, para dar tempo aos bicharocos de chegarem do Norte e passarem uma noite em vinha d’alhos. 

Ler mais
Campo Grande/Entrecampos/Alvalade
Publicidade
7

Varanda de Lisboa

29€  

Vai ser servida entre dia 6 de Fevereiro e 18 de Março. Se o peixe continuar de qualidade,  é ligar e encomendar. No restaurante do Hotel Mundial come-se o arroz de lampreia e à bordalesa à carta ou, por 35 euros, num menu que inclui sobremesa e entrada. Pense duas vezes: uma das entradas disponíveis são ovas de sável, um petisco que vai entrar em breve na sua época. 

Ler mais
Santa Maria Maior
8

Solar dos Presuntos

4 /5 estrelas
Escolha dos críticos

37,50€  

O anúncio está bem visível na vitrine do Solar dos Presuntos, que diz em letras garrafais que já entrou na época da lampreia e que imortalizou nas redes a chegada do bicho. O restaurante conhecido pela sua “alta-cozinha de Monção” serve arroz de lampreia ou uma lampreia inteira assada no forno, que chega à mesa num tacho grande (98€). Em breve o bicho entra também para o lote das entradas, em escabeche. 

Ler mais
Lisboa
Publicidade
9

Adega da Tia Matilde

4 /5 estrelas

47€  

Desde o início do mês que Isabel e Matilde, as duas irmãs à frente da casa, têm diariamente o arroz de lampreia e à bordalesa, a opção sem o sangue que começa também a ter muitos fãs, conta Isabel. Uma dose tem quatro argolas mas também se vende ao pedaço (11,75€ cada). “Vem de Vila Nova de Cerveira, temos a mesma senhora como fornecedora há muitos anos. A seguir vem o sável, que isto é tudo sazonal”, diz, deixando a nota que fazem uma açorda de sável bem boa.

Ler mais
São Sebastião
10

Escadinhas da Cruz de Pedra

60€/kg  

Aqui a lampreia paga-se ao quilo. A receita é de família, da bisavó Sónia, mas seguida à risca pela cozinheira, Rosa Esteves. Convém ligar a encomendar mas até final de Março é garantido que vai estar sempre a sair.

Publicidade

Cozinha tradicional em Lisboa

O melhor da cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

Demos uma volta ao país sem sair da cidade e reunimos uma colecção de grandes exemplares da cozinha tradicional portuguesa, região por região, servidos nos restaurantes de Lisboa. É muito provável que a sua comida de conforto esteja aqui. Esta é a nossa zona de conforto. 

Ler mais
Por Inês Garcia

Os melhores restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa

Do Minho ao Algarve, do interior ao litoral – não é preciso sair de Lisboa para experimentar os melhores sabores da cozinha portuguesa. Açordas, bacalhaus, rissóis e pataniscas. Entremeadas, croquetes, cozidos e empadões – o que não falta nestes restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa são especialidades do país inteiro.     Recomendado: Tascas a não perder em Lisboa

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Comentários

0 comments