Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Depois do confinamento, antigos letreiros e néons de Lisboa dão finalmente luz a exposição em Alvalade
 Letreiro Galeria
©Letreiro Galeria

Depois do confinamento, antigos letreiros e néons de Lisboa dão finalmente luz a exposição em Alvalade

A pandemia trocou-lhes os planos e foram obrigados a adiar a exposição. Agora, os néons vão voltar a Alvalade.

Publicidade

O Abecedário Festival da Palavra, que arrancaria em meados de Março, foi cancelado devido à pandemia e com ele também todas as iniciativas da programação, que não chegaram a ver a luz do dia. Uma delas seria a exposição de néons “Luzes da Cidade”, com inauguração prevista na Stolen Books a 19 de Março, que agora volta a sair da gaveta no mesmo espaço, a partir de dia 25 de Junho. 

Rita Múrias e Paulo Barata são designers e, de há uns anos para cá, têm andado de olhos postos nos letreiros, néons e reclames – guardam-nos à espera de um museu, mas enquanto isso vão fazendo exposições, como esta que levam finalmente para a Stolen Books, em Alvalade.

Desde 2014 que encabeçam o projecto Letreiro Galeria, dedicado ao design e lettering urbano: têm guardados mais de 250 letreiros, à espera de um futuro museu que quer contar a história da cidade, dos néons aos vidros pintados, das caixas de luz às letras metálicas. 

Estas peças fazem parte de uma cidade luminosa que vai desaparecendo. Quando as lojas, restaurantes, bares e outros espaços da cidade fecham portas, Paulo e Rita tentam resgatá-los e trazê-los para o projecto Letreiro Galeria, uma forma de homenagear o património gráfico de Lisboa.

letreiro galeria, neons

 

© Letreiro Galeria

 

Em “Luzes da Cidade”, visitável de quinta a domingo entre as 15.00 e as 19.00, apela-se à memória colectiva e individual, numa homenagem aos néons que não são apenas decorações de fachadas, mas parte integrante da arquitectura de uma cidade.

Haverá uma zona da exposição dedicada ao bairro de Alvalade, com letreiros da Avenida de Roma e Avenida da Igreja, mas há letreiros de várias ruas lisboetas – da Almirante Reis à Rua da Prata, da Rua Garrett à Rua do Ouro. O casal tem na sua posse letreiros como o do Hotel Ritz, Pastelaria Suíça, as letras da antiga livraria Diário de Notícias ou da livraria Aillaud Lello. 

O espaço está pronto para receber visitantes com todas as regras de segurança e de higiene que agora se impõem, como o uso de máscara e o número de visitantes reduzido. Ficará patente ao longo de três semanas até 12 de Julho. 

Avenida Estados Unidos da América, 105. Qui-Dom 15.00-19.00. Entrada livre.

+ Leia aqui a edição Time In desta semana e descubra as novas esplanadas de Lisboa

+ Exposições para ver este fim-de-semana em Lisboa

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade