A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Tejo e Almada
Anabela Luís

Durante três dias, o Festival de Jazz Manouche vai pôr Almada a dançar

De 27 a 29 de Maio, o cartaz é dedicado ao género musical atribuído a Django Reinhardt. Os bilhetes já estão à venda.

Editado por
Mauro Gonçalves
Escrito por
Maria João Alexandre
Publicidade

Durante três dias, o festival Jazz Manouche levará concertos, workshops de lindy hop e balboa, masterclasses de guitarra manouche e projecção de documentários até ao centro de Almada.

No dia 27 de Maio (sexta-feira), o programa arranca com uma masterclass com Romain Vuillemin, das 15.30 às 17.30. Às 22.00, há um concerto de Ismael Cabaleiro, com um tributo a Stéphane Grappelli, e às 23.30 espera-se concerto do Romain Vuillemin Quartet.

Sábado, dia 28 de Maio, há dois concertos: Les Triplettes de Lisbonne, às 22.00, e Swing na Guelra, às 23.30. A noite termina com uma jam session, marcada para as 00.15. O último dia de festival traz-nos um workshop de dança Blues&Swing, às 15.00, e um concerto de tributo a Django Reinhardt, guitarrista cigano (da etnia manouche) que inspirou o jazz manouche na primeira metade do século XX. Integrante do Quintette du Hot Club de France, ficou conhecido pelo cruzamento do swing com a música cigana.

A organização é da Associação Criativa Alma Danada, que surgiu em 2011 com a reabilitação do Cine Incrível.

Cine Incrível, Rua Capitão Leitão, 1 (Almada). Sex-Dom, vários horários. Bilhetes: 15€ (diário) e 25€ (passe geral).

+ Bárbara Tinoco junta-se a Carolina Deslandes e D.A.M.A. no Fest4Kids

+ Refugiados e migrantes sobem a palco para contar histórias e desmontar preconceitos

Últimas notícias

    Publicidade