• Notícias
  • Vida urbana

É preciso papas na língua para este curso de escrita gastronómica

É preciso papas na língua para este curso de escrita gastronómica
Fotografia: Arlindo Camacho

Se é daqueles que para além de gostar de comer quer saber mais sobre o que está no prato e descrevê-lo aos outros, há um curso de escrita gastronómica onde pode aprender. Ricardo Dias Felner, ex-director da Time Out Lisboa e autor do blogue O Homem que Comia Tudo, é o comensal que conduz o curso e está cheio de papas na língua.

“Papas na Língua” é um projecto da agência criativa The Hotel, desenvolvido através do The Hostel, a sua academia de formação, com Ricardo Dias Felner. É um curso intensivo com muitas papas – sim, se vai aprender a escrever sobre comida, convém comer, por isso a inscrição inclui refeições em tascas e restaurantes como o Zé dos Cornos ou o Prado de António Galapito (na imagem).

No bloco de aulas práticas há visita a mercados locais, como o de Alvalade, a cozinhas de restaurantes – da de topo à clandestina – ou mesmo à redacção da Time Out. Há, ainda, sessão de perguntas e respostas com Ljubomir Stanisic ou uma aula com um fotógrafo.

Nas aulas teóricas fala-se sobre escrita, referência e inspiração, publicação, crítica, fotografia, ética ou tendências. O desafio final é criar uma receita original e escrever sobre ela.

Há 12 lugares à mesa, sempre em horário pós-laboral (terças, sextas e sábados entre as 19.00 e as 23.00), de 3 a 21 de Abril, e os alunos devem levar o seu próprio portátil. No fim, além do título de foodie profissional, os textos dos alunos serão publicados no blogue d' O Homem que Comia Tudo.

Inscrições em: www.papasnalingua.com. 950€ (inclui quatro refeições, um kit "papas na língua" e várias outras experiências). Rua António Maria Cardoso, 26 (Chiado).

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments