A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Sintra
Fotografia: Lacobrigo

Festival de Sintra regressa em Junho com bailado, teatro e muita música

Sintra vai voltar a reencontrar-se com a arte em Junho. Entre outras iniciativas, destacam-se as Noites de Bailado, na paisagem idílica dos Jardins de Seteais.

Por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

A 55.ª edição do Festival de Sintra arranca a 10 de Junho, pelas 21.00, no Centro Olga Cadaval. Ao palco subirá a diva alemã Diana Damrau. Será uma oportunidade rara de ouvirmos aquela que é considerada uma das mais fenomenais cantoras líricas da actualidade. Mas há mais: o Tivoli Palácio de Seteais vai voltar a abrir as portas dos seus jardins, para duas noites de bailado com solistas internacionais.

“Há um reencontro que adquire especial relevância, representado pelo regresso, 20 anos depois, do bailado a Seteais, esse palco natural e único onde se realizaram espectáculos que foram um verdadeiro ex-libris para a vocação cultural de Sintra, mas também para quem lá dançou e para todos quantos puderam fruir dessas expressões maiores da arte”, explica o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta.

Com a presença de artistas oriundos das mais prestigiadas companhias mundiais, como o American Ballet Theatre, os espectáculos, que vão realizar-se no fim-de-semana de 26 e 27 de Junho, às 19.00, prometem aliar o classicismo puro dos bailados do século XIX às visões mais arrojadas dos coreógrafos contemporâneos. O programa inclui ainda uma oficina de dança para crianças dos três aos sete anos, no domingo, 27, das 11.00 às 12.00. Antes, o Festival de Sintra promete muitas outras iniciativas.

Após o tal concerto de inauguração, a 10 de Junho, segue-se uma homenagem ao compositor português J. D. Bomtempo. A sua obra coral-sinfónica monumental, que estreou pela primeira vez em 1822, será executada na íntegra, pela segunda vez desde o século XIX. Se não quiser perder este acontecimento inédito, aponte na agenda: 12 de Junho, às 21.00, no Centro Olga Cadaval. No dia seguinte, 13, haverá mais música, mas às 19.00, na Quinta da Regaleira, com a última criação da companhia Ópera Isto, do tenor Mário João Alves.

Entre a programação, que inclui também alguns eventos exclusivos para escolas e profissionais de dança, destaca-se o recital de piano de Piotr Anderszewski, a 16 de Junho, no Palácio Nacional de Queluz. O concerto, marcado para as 21.00, contará com a interpretação de apenas uma obra: o 2.º livro de O Cravo bem Temperado de Johann Sebastian Bach. No mesmo local, à mesma hora, mas a 23 de Junho, o palco será da mezzo-soprano sueca Anne Sofie von Otter, que nos promete fazer viajar no tempo com peças de Monteverdi, Poulenc, Schubert, Moustaki, Mozart e Michel Legrand.

Se for fã de Amália, talvez prefira ver o espectáculo de dança Amaramália – in memoriam, marcado para 18 de Junho, às 21.00, no Centro Olga Cadaval. Mas, para não perder pitada, o melhor será consultar o calendário completo no festival do site. Os bilhetes, disponíveis na Ticketline, custam todos 10€ – as propostas gratuitas requerem reserva feita por e-mail (bilheteira.ccoc@cm-sintra.pt). 

+ Parques de Sintra tem novos programas e experiências nos palácios

+ Há uma nova Time Out Cascais para descobrir

Últimas notícias

    Publicidade