Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right FUSO regressa com edição dedicada à sustentabilidade
Notícias / Vida urbana

FUSO regressa com edição dedicada à sustentabilidade

festival de vídeo arte
Global Groove, de Nam June Paik

O festival de vídeo-arte FUSO arranca a 27 de Agosto e desta vez dedica-se à sustentabilidade.

A também chamada Anual de Videoarte Internacional de Lisboa prolonga-se durante seis noites, mas este ano expande-se para além dos jardins e claustros dos museus de Lisboa. Logo a partir de 26 de Agosto vão ser exibidas obras em vídeo nos ecrãs do Canal Lisboa, espalhados por pontos estratégicos da cidade. A autoria é dos alunos do curso de Cinema/Imagem em Movimento do Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual. 

A sessão inaugural da 11.ª edição está marcada para as 19.00 de dia 27, na Travessa da Ermida, com a exibição de A Viagem Invertida (Espelho), de Pedro Barateiro. É um trabalho que reflecte sobre a relação de intimidade com os dispositivos móveis e a tecnologia, e pode ser visto até 1 de Setembro, das 14.00 às 18.00, no mesmo local.

No dia 28 de Agosto, das 22.00 às 23.00, o claustro do Museu Nacional de História Natural e Ciência serve de palco para a apresentação de uma obra de Antoni Muntadas, que aborda questões sociais, políticas e de comunicação. 

O dia seguinte será dedicado a uma open call, marcada para as 22.00, no jardim do MAAT, onde serão apresentados trabalhos de artistas portugueses e estrangeiros. A curadoria é do director artístico do FUSO, Jean-François Chougnet.

Já no claustro do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, no dia 30, serão exibidos O Universo de Floris Kaayk, de Tom Van Vliet, às 22.00, e Futuro Presente, de Sandra Vieira Jürgens, às 23.15.

No dia 31, há novamente duas exibições, nos mesmos horários, mas no claustro do Museu Nacional de Arte Antiga: Distribuição de Corpos e Representação das Sobras, de Moacir dos Anjos, e Hidrológicas, de Margarida Mendes.

O encerramento do festival, a partir das 22.00 de 1 de Setembro, acontece no Museu da Marioneta, com a sessão “Global Groove” Revisitado, que apresenta dois artistas, Jacolby Satterwhite e Nam June Paik, e duas obras, uma digital e uma analógica, separadas por e durante quarenta anos.

No mesmo dia, o Ar.Co volta a exibir os vídeos desenvolvidos pelos alunos do curso de Cinema/Imagem em Movimento.

Vários locais e horários. Entrada livre.

+ Linda Martini no Festival Ritmos, em Cascais

+ Até final de Agosto, as caixas Time Out 2por1 Deluxe estão a metade do preço

Publicidade
Publicidade

Latest news