A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Pulaa Atelier
DR

Há uma escola para pequenos costureiros na cidade

O feito à mão está na moda e não só entre os adultos. Fomos conhecer o Pulaa Atelier, um espaço onde os miúdos podem aprender a dar os primeiros passos na costura.

Editado por
Mauro Gonçalves
Escrito por
Maria João Alexandre
Publicidade

Quantos de nós cresceram com avós que dominam as artes da costura, do crochet e do bordado? A geração seguinte ainda lhe dá uns toques, mas muitas destas técnicas começaram a perder-se na terceira geração. Foi a pensar nisso que Paula Azevedo teve uma ideia: porque não voltar a ensinar estes e outros labores aos mais novos? A pergunta retórica desembocou na criação do Pulaa Atelier, um pequeno espaço perto da Avenida de Roma e do Areeiro que está pronto para receber crianças e jovens adultos que queiram aprender a fazer crochet, tricot e a costurar com uma máquina.

Mãe de três filhos, foi depois da maternidade que Paula decidiu aprender a costurar. Começou pela modelagem, mas não ficou por aí. Foi enquanto estudava Design de Moda que percebeu que os mais novos não tinham contacto com as bases da costura. “Porque é que hão-de chegar aos 17 ou 18 anos sem ter essa oportunidade?”, pergunta Paula.

Com máquinas de costura, tecidos e moldes, o Pulaa Atelier ficou pronto e começou por receber miúdos dos 8 aos 17 anos. Mas a necessidade de ensinar jovens adultos fez com que estendesse a faixa etária. Actualmente, o atelier está dividido em duas salas: uma delas é usada para planear as aulas, preparar e receber alunos, a outra está equipada com máquinas de costura, tecidos e quadros que exibem alguns dos projectos já executados.

Pulaa Atelier
DR

 

Entre os mais pequenos, Paula não tem dúvidas sobre o desafio de maior sucesso até agora: o dia em que fizeram roupas para as Barbies. A ideia é que os alunos tragam roupa que já não gostem ou já não usem, num exercício de sustentabilidade e reaproveitamento de materiais, e aprendam a fazer modelitos únicos para as suas bonecas.

Mas não só de moda para bonecas vive este espaço – fazem-se bolsas, sacos, estojos e tudo o que a imaginação permitir. Nas aulas dadas por Paula as crianças começam por aprender a fazer os pontos mais básicos à mão. Só depois é que partem para a máquina de costura, que é o objectivo da maioria dos miúdos que por ali passam.

A liberdade criativa de cada um é incentivada durante as aulas, daí que os alunos sejam encorajados a levar todos os projectos até ao fim, embora sem a pressão de que muitas vezes são alvo na escola. “Uma pessoa no início não faz muito bem, mas depois, com a prática e tendo interesse, melhora. Por isso sempre frisei que era importante deixar as crianças ter alguma liberdade e lidarem com o erro, aceitarem que não ficou tão bem assim, mas ficou feito.”

A abordagem muda consoante a faixa de idades. Todas as aulas de iniciação começam com uma conversa para perceber os objectivos dos aprendizes, antes de partir para o scrapbooking da ideia que irão desenvolver e de meterem mãos à obra.

Numa altura em que as crianças estão mais familiarizadas do que nunca com a tecnologia, Paula tira partido desta relação, mostrando sites com dicas úteis. Os materiais para as aulas podem ser comprados na Livraria Barata, na Avenida de Roma, à semelhança dos kits de costura DIY.

Rua Edison, 6 A (Roma/ Areeiro). 96 887 1182. Preços: a partir de 37€. Mais informações no site

+ Feira do livro de Lisboa realiza-se de 25 de Agosto a 11 de Setembro

+ Nesta loja cabe Portugal e o Mediterrâneo inteiro

Últimas notícias

    Publicidade