Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Há uma nova rede social para amizades com estrangeiros em Portugal
Notícias / Vida urbana

Há uma nova rede social para amizades com estrangeiros em Portugal

lusoout
Fotografia: Inês Félix Marie e Elrick

Dois franceses lançaram uma rede social que quer aproximar estrangeiros residentes em Portugal com portugueses de gema. Sentámo-nos com eles na relva do Parque Eduardo VII.

Image que um dia tem de abandonar o sítio onde nasceu e procurar integração em comunidades mais fechadas, organizadas entre si. Não é pêra doce, e por isso Marie e Elrick decidiram dar um empurrãozinho para ajudar a criar novas amizades e novas experiências através da Lusoout, uma rede social que está online desde a última sexta-feira, 13 (foi de propósito, a ver se dá sorte), e que quer aproximar locais da comunidade estrangeira a residir em Portugal.

A ideia é que os membros organizem eventos próprios e lancem o desafio de participação à comunidade, com o objectivo de criar novas amizades e descobrir novos locais e actividades da cidade. E, tal como a rede criada por Zuckerberg, esta também é gratuita – e vai sempre ser, mas foi inspirada em projectos locais, como a rede social francesa On Va Sortir, um exemplo do que o Lusout quer ser quando for grande.

Marie já conhece bem os cantos à casa. Chegou a Portugal com apenas 14 anos e, tirando um intervalo de três anos em que regressou a França para concluir os estudos, nunca mais se foi embora. Nem quer. Ao ponto de ter sentido que traiu Lisboa, a cidade do seu coração, quando se mudou recentemente para Almada. Mas este é o seu país e é aqui que quer continuar, ao lado de Elrick, chegado a Lisboa há cerca de três anos, o seu marido e agora parceiro neste projecto. “Comprámos casa aqui, estamos no nosso país, já não nos sentimos franceses”, diz Marie, enquanto lembra um tempo em que os franceses não eram olhados de lado pelos lisboetas, uma mudança que veio de braço dado com os recentes problemas com o alojamento local.

A rede social faz jus ao nome e tem mesmo uma missão social: “Queremos reabilitar o convívio de 2002, quando eu cheguei a Portugal”, defende a co-fundadora, que que fala três línguas: francês, português e inglês. A Lusoout é baseada em eventos geridos pelos próprios utilizadores: depois do registo, adicionam um evento com a data, o local e o número de participantes. Depois esperam que os novos futuros amigos alinhem na sugestão. E já há coisas para fazer. Por exemplo, na quinta-feira pode ajudar Luís Serpa numa angariação de fundos para o seu livro Avenida da Liberdade, n.º 1 ou juntar-se à trupe para uma sessão do CineCidade no Jardim Zoológico (esta sexta, há Indiana Jones). “Tens uma ideia, queres fazer um Escape Room e faltam duas pessoas, vais lá e juntas-te a um grupo”, explica Marie, que também já criou um evento: uma sessão de jogos de tabuleiro lá por casa.

Embora não tenha chat, a plataforma tem um fórum dividido por tópicos, como A Comida, As Saídas, Os Truques, As Dicas ou Viagens. Agora estão à procura de parceiros e brevemente as vantagens de se inscrever na rede social podem aumentar, com a oferta de Best Deals. Para já, o melhor negócio é mesmo fazer novas amizades.

+ Mercado da América Latina regressa a Cascais para três dias de festa grátis

+ Sabe que pode fazer uma réplica sua em 3D? Nós já fizemos

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments