A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Jardim de Verão: Gulbenkian enche-se de música e palavras durante três fins-de-semana

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

Jardim e Verão podem soar como mel aos nossos ouvidos. Então se juntarmos as duas coisas? Está a chegar mais uma edição do Jardim de Verão na Gulbenkian com três fins-de-semana dedicados à palavra e à música. A iniciativa arranca já no dia 6 de Julho.  

O Jardim de Verão traz a um dos melhores jardins da cidade uma programação em cheio para passar os fins-de-semana ocupado e em família, com concertos, poesia, projecção de óperas e filmes de animação. O primeiro fim-de-semana de festa acontece de 6 a 8 de Julho com Mário Laginha a apresentar-se no Grande Auditório com a Orquestra Gulbenkian (dia 6, 10€), a performance Corações ao Alto – um conjunto de peças construídas a partir da escuta de celebrações religiosas que se praticam na cidade de Lisboa (dia 7 e 8, entrada livre) ou o Coro Infantojuvenil da Universidade de Lisboa que se apresenta no Anfiteatro ao Ar Livre (dia 8, 3€).

No segundo fim-de-semana, de 12 a 15 de Julho, o destaque vai para Ópera na Prisão, uma apresentação do projecto PARTIS (Práticas Artísticas para a Inclusão Social), que nasceu no Estabelecimento Prisional de Leiria, e que vai ter a participação da Orquestra Gulbenkian e um coro de 30 jovens, cuja serenata e a moral da história será cantada em rap na primeira pessoa por alguns solistas prisionais (dia 12, 5€). Tem ainda a oportunidade de perceber a ópera de outra forma com apresentações em grande ecrã de produções como Carmen, de Bizet, The Rakes’ Progress, de Stravinsky, Così Fan Tutte, de Mozart e Alcina, de Händel. Ainda nesta leva de actividades, assista e participe no espectáculo A Poesia também se fala, onde vai poder mostrar os seus dotes e técnicas de leitura de textos poéticos (dia 15, entrada livre).

Os últimos dias de Jardim de Verão, de 20 a 22 de Julho, ficam marcados pela inauguração da exposição do cineasta Joaquim Sapinho, sobre a qual pouco ainda se sabe. Sapinho vai trabalhar com as duas colecções permanentes da Fundação Calouste Gulbenkian (dia 20, 5€).

Assista também à estreia do violoncelista arménio Artyom Manukyan com um concerto que traz uma abordagem musical que junta os estudos no Conservatório de Erevan com as várias colaborações na área do jazz (dia 21, 5€).  No último dia de Jardim de Verão, Ana Deus, Capicua, Carlão e Mafalda Veiga, juntam-se numa só banda com duas dezenas das suas canções mais emblemáticas apresentadas de uma forma especial Entre o Hip e o Pop (dia 22, 5€).

Pode consultar toda a programação aqui.

+ A partir de 3 de Julho há um ciclo de jazz no jardim do Goethe-Institut

Últimas notícias

    Publicidade