A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Mesa Marcada
Miguel A. LopesJoão Rodrigues

João Rodrigues reconquista os Prémios Mesa Marcada. Prado é o melhor restaurante

Entregues esta segunda-feira no Estoril, os prémios distinguiram também A Cozinha das Flores, de Nuno Mendes, como o novo restaurante do ano e Gil Fernandes da Fortaleza do Guincho como o chef revelação.

Cláudia Lima Carvalho
Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
Publicidade

Depois de Vasco Coelho Santos ter sido coroado na última edição dos prémios Mesa Marcada como chef do ano, destronando uma hegemonia de seis anos de João Rodrigues, período em que este liderava a cozinha do Feitoria, eis que o chef que se aventurou pelo país com o projecto Residência e que não acabou 2023 sem abrir o Canalha retoma ao primeiro lugar da tabela. João Rodrigues é o chef do ano, seguindo-lhe Vasco Coelho Santos e José Avillez. Nos restaurantes, o pódio é composto pelo Prado de António Galapito, no primeiro lugar, o Ocean de Hans Neuner em segundo, e o Euskalduna de Vasco Coelho Santos em terceiro. 

Mas João Rodrigues não se ficou por aqui e também subiu ao palco do Centro de Congressos do Estoril para receber o prémio de Mesa Diária, que distingue o Canalha, que abriu em Novembro na Rua da Junqueira, como melhor restaurante para o dia-a-dia. Estavam nomeados ainda O Velho Eurico, a Taberna dos Papagaios, a Tasca Bladracca e o Tati, todos em Lisboa. 

Uma das maiores ovações da noite foi para A Cozinha das Flores, que conquistou o prémio de restaurante novo do ano. O restaurante de Nuno Mendes no Porto, aberto no início de 2023, entrou ainda para o top 10 na nona posição. E não foi a única novidade aí: o Vista, restaurante com uma estrela Michelin no Bela Vista Hotel & Spa, em Portimão, e chefiado por João Oliveira, subiu 12 lugares, ascendendo ao oitavo lugar.

Já nos chefs, Gil Fernandes, da Fortaleza do Guincho, foi o chef revelação do ano por ter subido 24 posições, ocupando agora o 16.º lugar na votação geral. 

Houve ainda prémios para a Comida Independente, novamente distinguida como a melhor loja gastronómica, e para o Chefs on Fire, como melhor evento gastronómico do ano. 

Para a definição da lista, que inclui 440 restaurantes e 285 chefs, e atribuição destes prémios contribuíram os votos de 280 pessoas, entre jornalistas, bloggers, gastrónomos, chefs de cozinha e outras profissões do meio gastronómico e da restauração. 

À semelhança do que tem acontecido, houve ainda prémios que resultaram de uma votação de um júri mais específico e restrito, como o chef de pastelaria atribuído a Fábio Quiraz do Vista, escolhido por 33 jurados, na sua maioria profissionais de pastelaria. Daniel Silva, do Essencial, é o escanção do ano, e o The Yeatman conquistou o prémio de serviço de sala do ano, com uma equipa liderada por Pedro Marques. O Fialho, em Évora, é o restaurante clássico do ano e Paula Amorim e Miguel Guedes Sousa, do Amorim Luxury Group (JNcQUOI), venceram o prémio de empresário de restauração do ano. 

Os prémios de sustentabilidade foram entregues ao Em Carne Viva, no Porto, na categoria urbana, e ao Vale Abraão do Hotel Six Senses Douro Valley, em Lamego, na categoria rural. De realçar que aqui os prémios contam com a consultora especializada em sustentabilidade Grab a Doughnut, para garantir as boas práticas sustentáveis. 

Este ano, pela primeira vez, houve ainda espaço para premiar os bares com dois prémios: bar do ano, entregue ao Red Frog, de Paulo Gomes e Emanuel Minez, e bar de restaurante, conquistado pelo Rossio Gastrobar, no Altis Avenida, e que tem como bartender Flavi Andrade. 

Falta lembrar os dois prémios anunciados antes da gala, que aconteceu esta segunda-feira, o de produtor/fornecedor do ano, atribuído à Herdade do Freixo do Meio, e o prémio carreira entregue a Rui Paula (duas estrelas Michelin na Casa de Chá da Boa Nova).

Os prémios Mesa Marcada serviram também para marcar os 15 anos do site de gastronomia fundado por Miguel Pires e Duarte Calvão.

Top 10 Restaurantes

Prado (+2)
Ocean (-1)
Euskalduna (-1)
Belcanto (=)
Essencial (+5)
The Yeatman (=)
Alma (-2)
Vista (+12)
Cozinha das Flores (Novo)
Fifty Seconds (-2)

Top 10 Chefs

João Rodrigues, Canalha/Residência (+3)
Vasco Coelho Santos, Euskalduna (-1)
José Avillez, Belcanto (-1)
Hans Neuner, Ocean (-1)
António Galapito, Prado (=)
Marlene Vieira, Marlene, (+1)
Henrique Sá Pessoa, Alma (-1)
Ricardo Costa, The Yeatman (+1)
André Lança Cordeiro (+3)
Alexandre Silva, LOCO (-2)

+ Miguel Rocha Vieira: “Tive medo de ter a carreira em risco, mas o meu nome ficou intacto”

+ Bike Bakery: o segredo desta padaria artesanal está no tempo

Últimas notícias

    Publicidade