• Notícias
  • Vida urbana
0 Gostar
Guardar

Liquidação total: histórica Casa Frazão fecha portas até Junho

Liquidação total: histórica Casa Frazão fecha portas até Junho

É já quase o "pão nosso de cada dia" e não há programa municipal que lhe valha. A Casa Frazão, histórica loja de tecidos da Rua Augusta, também tem fim à vista.

O balcão está todo preenchido com tecidos de todas as cores e praticamente nem um bocadinho de madeira à vista. A culpada é a “liquidação total até 70%” e o motivo o encerramento da casa inaugurada em 1933 por Manuel Alves Frazão.

Quando passámos por lá, quem atendia os clientes não tinha mãos a medir. Mas panos mediam-se muitos graças à magia dos preços baixos. A data limite para o encerramento definitivo das portas é 30 de Junho, mas a este ritmo a última página desta história com 85 anos pode ser escrita antes do previsto. Assim que acabar o stock a loja fecha portas.

casa frazao

 

 

 

Foi um conjunto de situações que ditou o destino decidido pelos sócios da Casa Frazão: o pronto-a-vestir, a crescente falta de jeito de todos para a costura e por fim, qual cereja em cima do bolo, uma oferta do senhorio para os próximos cinco anos que seria insustentável.

 

Manuel Alves Frazão, sempre presente

 

Quando Manuel Alves Frazão morreu deixou o negócio aos funcionários e hoje a loja é gerida por 22 pessoas, que trabalham ou já trabalharam nesta que foi uma das primeiras lojas a serem incluídas no programa municipal Lojas com História. Em assembleia geral decidiram pôr um ponto final na história de uma das últimas casas de tecidos da Rua Augusta, onde ficará a morar a Londres Salão sem concorrência de peso por perto.

+ Lojas históricas em Lisboa: velhas, mas boas

+ Lojas com História: mais históricas para contar em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments