A Time Out na sua caixa de entrada

Correr - Monsanto
©Arlindo Camacho

Lisboa poderá conquistar o título de Capital Verde da Europa 2020

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Lisboa é finalista do prémio Capital Verde da Europa 2020, um objectivo cumprido pelo segundo ano consecutivo.

A iniciativa é da Comissão Europeia, que todos os anos premeia cidades que abraçam políticas amigas do ambiente. Lisboa volta a integrar a lista de finalistas para 2020 e é a única cidade do Sul da Europa a consegui-lo.

Qualidade do ar e da água, ruído, resíduos e mobilidade urbana sustentável são apenas cinco dos 12 parâmetros avaliados por um júri especializado que selecciona as capitais mais ecológicas.

Na edição relativa a 2019 foi Oslo que levou a melhor e para 2020 a concorrência mora em Gante (Bélgica) e em Lahti (Finlândia). Mas Lisboa tem agora mais um trunfo na manga, que foi muito bem acolhido pela Câmara Municipal de Lisboa, que se juntou à promoção do seu lançamento: a empresa espanhola emov escolheu a capital portuguesa para ser a segunda cidade com um sistema de carsharing 100% eléctrico.

Nesta primeira fase foram disponibilizados 150 Citroën C-Zero, num raio de ação superior a 39 km2. Mais especificamente, a área de cobertura abrange, por exemplo, Lumiar, Alvalade, Sete Rios, Avenidas Novas, Estrela, Amoreiras, Graça, Baixa, Belém, Pedrouços, Alcântara e o Parque das Nações.

+ Mais carros para partilhar: emov a caminho de Lisboa

+ Os melhores parques e jardins de Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade