Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Lisboa vai estar de Jardins Abertos em Maio (e alguns são privados)

Lisboa vai estar de Jardins Abertos em Maio (e alguns são privados)

Publicidade

Entre 25 e 26 de Maio, os portões de vários jardins lisboetas, incluindo privados, vão estar abertos, com visitas guiadas e workshops em paralelo. Mas há mais: uma Biblioteca Botânica, uma Mostra de Cinema Ambiental, uma Mostra de Design Sustentável, uma Mostra de Orquídeas e uma festa com música e alimentação saudável, para toda a família.

Os Jardins Abertos estão de volta para uma terceira edição com passeios por Lisboa que contemplam os jacarandás em flor. O projecto, promovido por profissionais dos sectores da cultura, botânica e sustentabilidade, quer difundir o conhecimento da natureza em ambiente urbano e sensibilizar o público para a importância do respeito e da preservação dos espaços verdes.

O Jardim Botânico da Ajuda, o Jardim do Grémio Literário, os Jardins do Palácio de Belém e o Parque Botânico de Monteiro-Mor são alguns dos jardins que terão livre acesso durante todo o fim-de-semana do festival, que arranca a 25 de Maio, a partir das 10.00.

Nas visitas livres, que contemplam dez jardins, vai ser ainda possível visitar o jardim do Museu Nacional de Arte Antiga ou o Pátio do João e da Teresa, na Misericórdia. Já com visitas limitadas, há onze jardins, incluindo o Jardim da Residência do Embaixador dos EUA, que também tem uma visita guiada marcada, das 16.00 às 17.00, com os embaixadores George e Mary Glass.

Jardins Abertos

 

Jardim do Museu Nacional de Arte Antiga
Jardins Abertos

 

No primeiro dia do festival, entre as 10.30 e as 18.00, poderá ainda visitar a Mostra de Design Sustentável, da Escola das Caldas, e a Mostra de Orquídeas, do Clube dos Orquidófilos de Portugal, na Estufa Fria de Lisboa. Além destas duas exposições, estão programadas duas vídeo-instalações (no Jardim do Goethe-Institut e no Jardim do Palácio Pancas Palha), uma actividade para crianças (na Estufa Fria), uma conversa (no Jardim e Biblioteca Botânica), a exibição de uma curta e longa-metragem (no Jardim do Goethe Institut) e seis oficinas, em diferentes jardins, para aprender mais sobre o cultivo de orquídeas, a reciclagem de flores ou a compostagem na cidade.

No dia seguinte, 26 de Maio, voltam a abrir-se os portões dos jardins para mais visitas, mas o destaque vai para o concerto de piano de Danny Rico e Rogério Pitomba, a partir das 11.00, no Jardim do Palácio de Belém; e para o percurso guiado, para fazer de bicicleta, do Jardim Gulbenkian a Monsanto, com a arquitecta paisagista Mariana Machado, das 12.00 às 16.30.

Se preferir aprender a plantar em vasos, Marcio Orsi e Roberta Gontijo, da Superbotânica, vão ensinar como no Jardim do Beco de Monte, das 14.00 às 15.00. Mas há mais oficinas: de tinturaria natural, de alimentação saudável e até de ervas silvestres e flores comestíveis. É olhar para a programação completa, a ser divulgada brevemente no site dos Jardins Abertos.

A festa de encerramento, no Jardim Braancamp Freire, começa às 16.00, com três concertos planeados: Sah_Mindelman Dj Set, das 17.00 às 19.30; Jhon Douglas and Jungle Boys, das 19.30 às 20.30; e Tropikaoz Dj Set, das 21.00 às 22.00. Todas as actividades são gratuitas e não requerem inscrição prévia, mas em algumas a participação está limitada à lotação disponível.

+ Seja um naturalista: passeios e workshops para respirar ar puro

+ Os melhores sítios para ver as estrelas em Lisboa

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade