A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Oficinas do Metro
Duarte DragoOficinas do Metro

Metro de Lisboa vai medir temperatura a prestadores de serviços

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

A partir desta segunda-feira, todos os fornecedores, empreiteiros e visitantes que precisem de entrar nas instalações do Metropolitano de Lisboa vão ter de passar por um controlo da temperatura corporal. A medida é opcional para os trabalhadores.

Todos os prestadores de serviços do Metropolitano de Lisboa são agora obrigados a efectuar a medição da temperatura para entrar em diversas instalações da empresa pública de transportes. Os trabalhadores podem aderir, mas voluntariamente.

O controlo será feito nos Parques de Material e Oficinas, Postos de Tracção, Centrais de Movimento e em zonas de acesso privado nas estações. Serão os vigilantes de cada instalação a levar a cabo esta medida, com recurso a termómetros digitais de infravermelhos que dispensam o contacto. O Metropolitano de Lisboa explica que os vigilantes estarão equipados com máscara e farão a higienização das mãos antes e após cada medição.

“Esta medida vai ser adoptada, na sequência de outras medidas, faseadamente implementadas, de combate à COVID-19, definidas no Plano de Contingência do Metropolitano de Lisboa, para protecção dos seus colaboradores e clientes”, lê-se em comunicado.

A Direcção Geral da Saúde (DGS) será contactada nos casos de temperatura superior a 37,5 ºC, mas “os intervenientes envolvidos neste procedimento estão obrigados ao dever de confidencialidade”, pelo que não serão recolhidos dados pessoais pelo Metropolitano de Lisboa.

+ Uma viagem pela arte do Metro de Lisboa

+ Uma viagem pelos túneis fechados do Metro de Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade