A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Hugo Bernardo
©DRLACS Conde D’Óbidos

Mural vencedor de prémio chega à fachada do LACS, junto ao Tejo

Um dos projectos vencedores do Prémio Arte Jovem 2021, atribuído pela Fundação Millennium BCP, foi parar à fachada do LACS, um cowork com queda para a cultura.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

O LACS é um cowork que se apresenta também como um pólo criativo aberto ao público. Mas para ver o novo mural que foi parar à fachada do LACS Conde D’Óbidos nem precisa de entrar. O autor é Hugo Bernardo, um dos vencedores da 6.ª edição do Prémio Arte Jovem, uma iniciativa da Fundação Millennium BCP produzida pelo Carpe Diem Arte e Pesquisa, do qual o LACS é parceiro.

Hugo Bernardo, da Faculdade de Belas Artes, venceu precisamente a categoria chamada Prémio Mural LACS, com a obra “Sem título (Totem)”, um mural de 12 metros por 16 metros na fachada do pólo mais ribeirinho do LACS, que também tem um espaço nos Anjos, em Lisboa, e em Cascais.

O Prémio Arte Jovem, dirigido a alunos dos cursos de artes visuais, tem como principal objectivo a democratização do acesso de jovens artistas a oportunidades de divulgação do seu trabalho. E esta é a primeira colaboração entre a fundação e o LACS, que disponibilizou os seus espaços para expor obras vencedoras, como a de Hugo Bernardo (artista que pode conhecer melhor aqui).

Hugo Bernardo
©DR

“No LACS queremos apoiar as indústrias criativas e dar as ferramentas necessárias para que possam ser propostas dinâmicas distintas para o sector. As artes são um dos pilares da comunidade que recebemos e cultivamos e, dessa forma, e desde o primeiro dia, que a parceria com o Carpe Diem permite-nos continuar a apoiar e incentivar iniciativas como esta”, diz Inês Cabral, Head of Marketing do LACS.

O LACS está aberto 24 horas por dia, todos os dias, e tem uma agenda de eventos que tanto está disponível apenas para membros, como para o público em geral, online e presencial. Pode ser consultada no site oficial.

LACS Conde D’Óbidos. Edifício LACS. Cais da Rocha do Conde de Óbidos.

+ Há um novo mural em Lisboa que fala a linguagem das flores

+ Música, poesia e videoarte: uma instalação imersiva a três no maat

Últimas notícias

    Publicidade