Notícias / LGBT

Na festa Pop Heart, o Carnaval nunca acaba

Pop Heart - Carnaval
©Francisco Santos

Há bons motivos para sair à noite a meio da semana. A Pop Heart, a festa das quartas-feiras do Friends, no Bairro Alto, junta música pop com pop art e é um sucesso. Falámos com os criadores, um DJ e um maquilhador.

Ainda não havia uma festa para o público LGBT à quarta-feira, mas vontade de sair de casa era o que não faltava. Pelo menos a julgar pela quantidade de gente que tem enchido o Friends, o bar LGBT-friendly a funcionar há menos de um ano no Bairro Alto, e que arranja forças – e Guronsans – para ir trabalhar no dia seguinte.

Pedro (o DJ Pietro do Trumps, que também é a DJ Filha da Mãe) e o namorado, o make-up artist Guilherme Gamito, queriam “fazer uma festa em conjunto que juntasse ilustração, maquilhagem e música”, conta Pedro. Daí até surgir a brincadeira com o nome, Pop Heart, um piscar de olho à música pop e à pop art, duas paixões do casal, foi um pequeno passo – de dança, claro.

“Sempre maquilhei o Pedro nas festas dele”, diz Guilherme, que estudou em Belas Artes e que trabalha para uma empresa de efeitos especiais. “Maquilhagem drag, que também é caracterização”, explica, referindo-se à personagem drag Filha da Mãe, encarnada pelo namorado, e que é habituée das sextas pop do Trumps – aliás, em Janeiro, Filha da Mãe foi capa da agenda cultural da Câmara de Lisboa. Agora, além de Pedro, costuma maquilhar o staff inteiro do Friends de acordo com um tema escolhido a dedo. “Para mim eles são telas vivas”, diz Guilherme.

A maquilhagem tem sido de tal forma um êxito que há quem vá à festa só para espreitar qual é o disfarce da semana. Mas no início, quando pensaram na festa, não estavam à espera de enchentes. “Fizemos a primeira festa a 4 de Outubro, na véspera de feriado, para experimentar o conceito, e só em Novembro começámos com festas semanais”, diz Rodolfo Rodrigues, responsável pelo bar. “Foi na semana a seguir à Web Summit, tinha tudo para correr mal, estava mau tempo, era a meio da semana, mas acabou por ser um sucesso”, conta Pedro. Um sucesso que se repetiu na semana seguinte. E nas que se seguiram. A festa foi-se divulgando “boca a boca”, diz Rodolfo, e através das redes sociais, onde o bar costuma fazer passatempos de ofertas de bebidas. As enchentes não foram só coisa de véspera de feriado e quarta-feira passou a ser um dia forte do Friends. Afinal, e como lembra Pedro, “não havia nenhum espaço LGBT a funcionar à quarta”. “Além do Finalmente, que abre mais tarde e que não é festa, é espectáculo.”

As noites aqui começam por volta das 22.00 (a entrada é livre), mas a preparação é feita bastante tempo antes, já que a caracterização demora. Quando visitamos o bar, horas antes de arrancar a festa inspirada no último filme de Alice No País das Maravilhas, um baralho de cartas está a ser colado na parede.

Rodolfo é o primeiro a sair dos bastidores, de gato, e depois é a vez de Pedro, disfarçado de Chapeleiro Louco, igual à personagem encarnada por Johnny Depp no filme de Tim Burton. Cada semana o desafio é diferente e a maquilhagem muda. “Gostávamos que o pessoal também aderisse a isso, mas por enquanto não tem acontecido”, diz Rodolfo.

Pode ser que o Carnaval tenha prolongado a vontade de festas com disfarces ou talvez não – é difícil serem tão bons como os que se encontram dentro do bar.

Por enquanto a noite de “Gaymers” (trocadilho com gamers), foi das mais populares. Mas também a noite Cops – “as pessoas adoram algemas e cassetetes”, ri-se Rodolfo. Já houve uma noite super-heróis, uma noite cantores pop, outra dedicada ao fitness e a Jane Fonda, outras às princesas da Disney e a última foi inspirada em anime, a banda desenhada japonesa.

Esta quarta, o tema é Lovers, a pensar no Dia dos Namorados. Se é coisa que não lhe interessa, espere até à próxima semana, com os vilões de Gotham City, a cidade de Batman. “Nunca pensei ter tanto feedback em relação à maquilhagem”, confessa Guilherme. “Tornou-se uma expectativa.” A ideia é que em breve a festa saia do Friends por uma noite e rume a outras cidades. Para já o Porto está na calha, mas Espanha também pode ser um destino.

Quarta, a partir das 22.00, no Friends. Travessa da Água da Flor, 17 (Bairro Alto). Entrada grátis

+ As melhores festas LGBT em Lisboa

+ Dia dos Namorados em Lisboa

 

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments