Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right As melhores festas LGBT em Lisboa

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Venga Venga
©Ana Viotti Venga Venga

As melhores festas LGBT em Lisboa

Sete festas arco-íris para celebrar com amigos coloridos. Não há noites cinzentas.

Por Clara Silva
Publicidade

Glitter e unicórnios. A noite de Lisboa está cada vez menos cinzenta e mais arco-íris. Como vai ser difícil escolher só uma festa, o melhor é ir a todas. Damos-lhe uma lista das melhores. Em locais ainda por desvendar, num concurso de máscaras ou numa festa hippie, para tirar as calças à boca de sino e as camisas de flores do armário. São sugestões de festas arco-íris, para entrar no espírito festivo com amigos coloridos. Eis as boas festas LGBT para os dias que se seguem. São festas temáticas e quentes. Afinal, qual vai ser a sua desculpa para não celebrar à grande?

Recomendado: Os melhores bares gay em Lisboa

As melhores festas LGBT em Lisboa

Venga Venga
Venga Venga
©Ana Viotti

Venga Venga

Noite Cais do Sodré

Desde Julho que a dupla brasileira constituída Ricardo Don e Denny Azevedo, agora a viver por estas bandas, tem uma residência bimestral no Musicbox, com um ambiente queer tropical e uma mistura de sons que vão do folclore à música experimental e electrónica, performances surreais e muitas surpresas. Já celebraram o calor do Verão, animaram a passagem de ano da discoteca do Cais do Sodré, e começaram a festejar o Carnaval. A próxima festa deverá acontecer só em Março.

Deize Tigrona
Deize Tigrona
©Facebook/Deize Tigrona

Bee

Noite Bares abertos de madrugada São Vicente 

A nova festa queer da cidade teve a sua estreia nas Damas, na Graça, no fim de Janeiro, quando o carioca Diego Cândido, mais conhecido por DJ DiDi, decidiu aquecer a noite com house, funk carioca, afrobeat e “batekoolecência”. O termo é uma referência à festa Batekoo, criada em Salvador em 2014, e que no ano passado trouxe do Brasil também para a Graça a cantora funk e MC Deize Tigrona, que em tempos colaborou com os Buraka Som Sistema. As festas Bee querem formar uma colmeia queer na cidade com música e performance. Aliás, “bee” também é usado no Brasil como termo para gay ou “bicha”. Na última festa, os convidados foram o colectivo Pixa Bixa e a artista “afro-travesti” Áquilla Correia. Aguardemos notícias da próxima reunião das abelhas.

Publicidade

Mina

Casas Lisboa

Mykki Blanco é fã, bem como toda a comunidade queer atenta ao underground da cidade. As raves acontecem desde 2017 em espaços seguros para a “libertação sexual e de género”, normalmente só anunciados no próprio dia a quem vai à festa. Violet, Marum, Photonz, Bleid, Viegas e Ketia são os DJs residentes deste paraíso do techno que até tem a sua própria label, a suspension. A última mina aconteceu a 4 de Janeiro em formato matiné no Barreiro. Aguardemos pelo anúncio da próxima no Facebook.

+ info em www.facebook.com/minasuspension

Lexa Black
Lexa Black
©DR

Sextas pop no Trumps

Noite Princípe Real

A caminho dos 40 anos (em Abril de 2021), o Trumps é a discoteca mais conhecida do país para “festas hetero-friendly”, como lhes costumavam chamar. Na pista até já apareceu uma dentadura perdida e histórias para contar não faltam. Quem procura uma noite cheia de animação para todos os géneros, com shows drag, shots a serem espremidos de embalagens de detergentes e aqueles êxitos de que surpreendentemente ninguém esquece a letra, é aqui que deve estar. À sexta, a casa está sempre cheia com as noites pop. A temática varia. Já foi Pop Academy, já foi Pop Divas e agora é Pop University.

Trumps. Rua da Imprensa Nacional, 104B (Príncipe Real). Sextas, 00.00-06.00.

Publicidade

Alpha

Casas Lisboa

Criada na véspera de Natal, a nova Alpha quer trazer as festas para homens mais masculinos de volta à noite gay de Lisboa. João Antunes, conhecido como DJ John A e antigamente ligado ao Construction, sentia falta de festas viradas para um público mais maduro e barbudo e decidiu criar a sua própria. Até agora aconteceram três edições, uma no Lisboa Rio, no Cais do Sodré, e outras duas no novo Nada Temple, em Marvila. A próxima deverá acontecer este mês, mas por enquanto ainda não tem data marcada. Conte com homens despidos, um ambiente mais másculo e DJs ligados ao circuito internacional de festas gay, como as de Madrid ou Berlim.

Pink Mondays
Pink Mondays
Manuel Manso

Pink Monday

Noite Cais do Sodré

Foi no Verão de 2018 que o Europa decidiu começar a fazer uma festa virada para um público LGBT, a primeira da Rua Cor-de-Rosa. O dia escolhido? Uma segunda-feira, um dia mais difícil para quem trabalha no dia seguinte, mas a desculpa ideal para pôr folga na terça-feira. A ideia foi do DJ brasileiro Zecka Pinheiro e inicialmente a festa foi pensada apenas para o mês Pride, em Junho. Acabou por pegar e, desde então, todas as semanas há um DJ diferente convidado, normalmente a passar house.

Europa. Rua Nova do Carvalho, 16-20 (Cais do Sodré). Segundas 23.00-04.00. 6€.

Publicidade
Drag Taste
Drag Taste
©Gabriell Vieira

Suday Drag Brunch

Atracções Alcântara

São eles os responsáveis por levar a cultura drag da cidade para um ambiente mais mainstream, à luz do dia. Desde Dezembro, a Drag Taste organiza brunches com shows drag em plena Lx Factory e o resultado tem sido um êxito. Primeiro foram os turistas a descobrir através de uma experiência AirBnb, que chegou a ser uma das mais populares do mundo, e depois foram os alfacinhas que começaram a frequentar o armazém. Com um buffet generoso, mimosas e um ambiente child-friendly, é uma óptima opção para quem já não tem tempo (leia-se andamento) para grandes saídas à noite mas ainda assim quer divertir-se.

Drag Taste. Lx Factory (Alcântara). Domingos 11.30-13.30, 14.30-16.30. 25€ online, 30€ à porta.

O melhor da noite de Lisboa

Incógnito
Fotografia: Ana Luzia

Discotecas em Lisboa. Quando cai a madrugada na cidade

Noite

Instituições lendárias que já conheceram diferentes encarnações e formatos, em busca de um lugar ao sol (ou ao luar, para sermos mais rigorosos). Quando cai a noite na cidade, e a jornada nocturna se arrasta como manda o figurino, a peregrinação de foliões passa necessariamente por aqui. E é por isso que não o queremos por aí à deriva, inquieto sobre onde deve rumar. Do epicentro da agitação aos redutos em zonas mais periféricas da cidade, eis uma mão cheia de destinos cada vez mais centrais na agenda de qualquer alfacinha que só vai para a cama depois do sol romper. 

Praia no Parque
Duarte Drago

Os novos bares em Lisboa que tem mesmo de conhecer

Noite

Juntamos a sede de conhecer novidades à vontade de beber cocktails e deixamos-lhe uma lista (em constante actualização) dos novos bares que abriram em Lisboa nos últimos meses. A noite lisboeta está bem viva e a prova disso são os novos hóspedes que vão aparecendo – e ainda bem. As novidades são das mais diversas espécies, dos cocktails e seus derivados à cerveja artesanal. Nesta página espere sempre isto: os bares mais frescos da cidade. Por agora, estes são os novos bares em Lisboa que tem mesmo de conhecer.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade