Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Next Stop: um festival para animar a linha verde do Metro
Notícias / Vida urbana

Next Stop: um festival para animar a linha verde do Metro

next stop

O festival artístico quer promover a inclusão da multiplicidade de culturas presentes no eixo da Avenida Almirante Reis. O programa conta com 50 artistas, de 15 países diferentes, e a participação nos vários processos criativos de cerca de 250 pessoas, de 30 nacionalidades, oriundas das comunidades locais.

O festival Next Stop, que acontece de 28 a 30 de Março, vai promover várias intervenções socioculturais ao longo da linha verde do Metropolitano de Lisboa, nas estações do Martim Moniz, Intendente, Anjos e Alameda. O objectivo é valorizar as comunidades de cidadãos nacionais de países não europeus, mas também questionar a acessibilidade de uma cidade a quem nela quer viver.

Desde Fevereiro que há caixas de correio em quatro estações da linha verde do metro a desafiar a comunidade local a escrever mensagens ou a deixar objectos. Foram instaladas pelo venezuelano Max Provenzano, que procurou criar um sistema de comunicação, do correio tradicional ao formato digital. O resultado vai ser apresentado no festival, na estação do Intendente, juntamente com projectos de outros artistas, de instalações sonoras e em formato vídeo a exposições de desenho e fotografia.

Na estação dos Anjos poderá ver, por exemplo, A Day in the market, pintura sobre tela de Diala Brisly, artista que cresceu e viveu em Damasco, capital da Síria, até os motins a levarem a fugir para Beirute; e Gente daqui, gente dali, desenhos de Lígia Fernandes, que retrata o dia-a-dia no seu bairro, onde à noite, enquanto bebe uma cerveja é “capaz de ver um cabo-verdiano a conversar com um chinês ou uma senhora a pintar com henna as mãos de uma menina”. 

Durante os três dias, vão ainda acontecer apresentações de dança, música e multimédia, como a da Escola Superior de Dança, a 28 de Março, no Intendente; a dos instrumentistas Swing na Guelra, a 29 de Março, no Martim Moniz; e a do Colectivo Lab.IO, a 30 de Março, nos Anjos.

A programação completa pode ser consultada aqui

+ Festival da Máscara Ibérica volta a Belém com desfile, música e gastronomia

Publicidade
Publicidade