A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Alto
Mariana Valle Lima"Wrapini"

No Alto, os extraterrestres comem hambúrgueres e wrapinis

Não há duas sem três. Depois dos restaurantes Blue Jeans e Gambar, o chef Dimas Cavallo e o foodie Tiago Drummond voltam a fazer das suas num novo restaurante perto do Parque Eduardo VII.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

Uma figura verde com duas cabeças e oito braços destaca-se entre outras criaturas de mundos paralelos desenhadas nas paredes do Alto, um novo american bar na rua Marquês de Fronteira, no topo do Parque Eduardo VII. Essa personagem foi a forma que Goose, o artista residente, encontrou para representar o chef Dimas Cavallo e o foodie Tiago Drummond, os dois sócios e amigos que no final do ano passado nos deram a conhecer o seu Gambar, um restaurante dedicado às gambas no Cais do Sodré, e que também têm mão na hamburgueria Blue Jeans, em Paço de Arcos. 

Alto
Mariana Valle Lima

Apesar de ter algumas semelhanças com o Gambar, como a preferência pela cerveja artesanal, cortesia da Musa; a preocupação com a sustentabilidade, evidente na escolha dos ingredientes e no seu método de confecção; e uma montra para artistas; o Alto distingue-se dos projectos anteriores. “O Blue Jeans é mais familiar, o Alto é mais jovem. O Gambar é totalmente diferente, mais intimista”, explica Tiago Drummond. “Isto é local, isto é um bairro com uma componente muito moderna, há muitos estudantes, há muitas universidades, há muito liceu aqui à volta”, acrescenta. 

Alto
Mariana Valle Lima

O nome Alto vem de alternativo, característica que se manifesta na vibe dinâmica, juvenil e artística do espaço com 55 lugares espalhados por dois pisos e uma pequena esplanada. Para Tiago, este traço é ainda flagrante no que diz respeito à concorrência. “Sabendo que há uma hamburgueria de duas em duas portas e que são quase todas muito iguais naquilo que oferecem e como o fazem, achei por bem fazer outra coisa. Não quero que seja fast food, quero que isto tenha uma forma de ser diferente”, diz. “Hamburguerias há muitas e acho que a procura vai acabar por decair. Não quero que me chamem de hamburgueria. Eu gosto da ideia de que, daqui a um, dois, três anos, se a coisa do hambúrguer arrefecer, eu consigo fazer a transição para algum outro tipo de coisa sem perder a marca”, sublinha Dimas.

Alto
Mariana Valle LimaPedro, Tiago e Dimas

É fácil perceber por isso que no menu criado por Dimas Cavallo e preparado pelo cozinheiro Pedro Reis, há hambúrgueres (com carne do Alentejo), e também uma opção vegetariana e uma de peixe. O Salerno (11,90€) é, segundo Tiago, “o melhor hambúrguer de Lisboa e arredores” e uma referência às origens italianas do chef executivo Dimas Cavallo. Leva carne de vaca, mozzarella fresca, molho de tomate caseiro, cebola frita, pesto e rúcula. O Veggie Dimension (11,90€), é feito com tofu ou seitan no bolo do caco com cogumelos salteados e espinafres frescos. Eu queria um hambúrguer vegetariano, que qualquer pessoa como eu, que adora hambúrgueres, comesse e gostasse”, conta Tiago. 

Alto
Mariana Valle LimaSalerno

Dimas conhece muito bem a arte de fazer hambúrgueres. No Blue Jeans, onde não é sócio, mas é chef, já trabalhava com eles, mas aqui quis fazer diferente. “Peguei em algumas coisas que criei lá e que davam certo, mas aqui consegui dar-lhes um tratamento diferente, com produtos diferentes. E depois também criei umas coisas novas para cá. Eu não repito as receitas de lá”, garante.

Alto
Mariana Valle LimaNachos

Em destaque no menu do Alto está também uma invenção do chef executivo: os wrapinis, uma fusão entre o panini italiano tostado e o wrap americano. Experimentámos o In The Flesh (8,90€), com recheio de hambúrguer, picles, bacon, vários queijos, cebola roxa e tomate. Aos hambúrgueres e aos wrapinis juntam-se as saladas (8,90€-9,90€), um “panadão” (frango panado, 14,90€), e um prato de piano de porco assado (12,90€). Nas entradas, pode provar os nachos Big Man, Pig Man (7,90€), com molho de queijos, feijões encarnados, tomate, pimentos vermelhos grelhados, cebola roxa, guacamole, salsa fresca e porco desfiado; e as Garlic Lemon Dodo Wings (5,90€), umas asas de frango fritas com molho de alho e limão. De segunda a sexta, entre as 12.00 e as 15.00, está disponível um menu de almoço (10€), com direito a hambúrguer, um wrapini ou uma salada e uma bebida, sobremesa e café. Aproveite igualmente as happy hours, entre as 16.00 e as 18.00 — na compra de duas cervejas Musa, o Alto oferece umas batatas fritas ou uns nachos para picar. 

Alto
Mariana Valle Lima

Dimas e Tiago estão a planear abrir outro espaço no Verão. Um restaurante “mais sofisticado”, revela Tiago. Até lá, querem alimentar a sala do piso de baixo, bem mais privada e com direito a televisão.  “A sala lá em baixo tem excelentes condições de som e visuais que nós queremos aproveitar para que grupos de jovens possam ter aqui os seus encontros e as suas festas”, remata. 

Rua Marquês da Fronteira 117A (Parque Eduardo VII). Seg-Qui 12.00-23.00. Sex-Sáb 12.00-00.00. 

+ Antù. Numa casa de culto nasceu um sítio de brunch para todas as horas

+ Casa Mexicana: de mercearia online a loja de porta aberta na Praça das Flores

Últimas notícias

    Publicidade