A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Imperfeita Frida Kahlo
Vitor BastosA exposição está patente até 26 de Junho

O Coletivo 284 celebra Frida Kahlo numa exposição em realidade aumentada

Grupo de artistas plásticos teve como ponto de partida a vida e obra da artista mexicana para criar uma interpretação da sua influência no mundo enquanto mulher. O resultado é uma mostra em realidade aumentada.

Por
Sebastião Almeida
Publicidade

Frida Kahlo foi uma artista ímpar, um símbolo transgressor e um ícone da liberdade. Numa tentativa de celebração da mulher e da artista, o Coletivo 284, um grupo de artistas plásticos, juntou-se para criar a exposição Imperfeita, uma mostra patente desde 26 de Maio, na Rua das Amoreiras que pretende imergir o público “no mundo fascinante desta mulher”.

Vários artistas, “dos mais aos menos conhecidos, explorando diferentes técnicas e criatividades” apresentam uma leitura e expressão do que terá sido a vida desta fascinante artista em peças em realidade aumentada. Desta forma, dá-se “um casamento perfeito entre arte e tecnologia”, proporcionando uma experiência imersiva.

Com curadoria de Clara Afonso, professora de design e de desenho, 17 artistas apresentam a sua interpretação do legado desta artista, com destaque para as obras de Adriana Scartaris, co-fundadora e directora criativa do Coletivo 284, de Angela Canabrava B., Cristina Ravagnani ou Gonçalo Mar.

A exposição está patente até 26 de Junho e pode ser visitada entre as 15.00 e as 19.00, de segunda a sábado. A entrada é gratuita.

Rua das Amoreiras, 72 (Campolide). Seg-Sáb 15.00-19.00, entrada gratuita.

+ Um roteiro de arte urbana por Lisboa

+ As exposições em Lisboa para visitar este fim-de-semana

Últimas notícias

    Publicidade