A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
“Israeli and Palestinian pillow fight”,
©DR“Israeli and Palestinian pillow fight"

O mundo de Banksy chegou a Picoas

Com réplicas de mais de 50 obras do incógnito artista urbano, a exposição “The world of Banksy: the immersive experience” inaugura esta sexta-feira, 24 de Junho, em Lisboa.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Esta sexta-feira, inaugura em Lisboa mais uma exposição de Banksy, o artista desconhecido mais famoso do planeta. Uma exposição não autorizada, como todas as outras que por cá já passaram. Na Capsule Gallery Lisbon, em Picoas, tudo é Banksy, das paredes a partes do chão por onde vamos passando. Nenhuma obra é original, mas sim reproduções feitas por uma equipa de artistas urbanos, também não identificados, contratados por Haziz Vardar, o curador belga desta exposição itinerante que pode estar em vários sítios ao mesmo tempo. Aqui, nada está à venda (a não ser o merchandising na loja da galeria) e tudo pode ser efémero. Mas, pelo menos até ao Natal, estes Banksy não vão a lado nenhum.

The world of Banksy: the immersive experience
©DR"No Trespassing", São Francisco (2010)

Haziz é um homem do espectáculo. Nascido na Bélgica e de origem albanesa, é proprietário de alguns teatros, como La Grande Comédie e Le Palace, ambos em Paris, tendo também produzido a peça Le Clan des divorcées, escrita pelo seu irmão Alil Vardar. Haziz é também apaixonado pela arte urbana e pelas experiências imersivas, o que acabou por se traduzir nesta exposição que chega agora a Lisboa. “Quis criar uma exposição como uma peça de teatro”, explicou aos jornalistas no dia da inauguração. Em cada obra, encontra-se um texto com a história da peça, contextualizando, e há toda uma cenografia que nos vai transportando para a rua, mesmo dentro de portas, com alguns elementos espalhados pelo chão (e não só), conferindo mais contexto, mas visual.

The world of Banksy: the immersive experience
©DRPintura encontrada em Paris no Dia Internacional dos Refugiados (2018)

As obras foram criadas numa escala aproximada dos originais, com algumas excepções que foram ampliadas para serem melhor percepcionadas, mas as técnicas usadas são as mesmas que Banksy utilizou para as suas criações, feitas um pouco por todo o mundo. Por isso, a exposição está dividida por países, como Reino Unido, Estados Unidos da América, França, Israel ou Palestina. Na Capsule irá encontrar algumas das obras mais conhecidas do artista britânico, como a icónica Girl with balloon, que apareceu pela primeira vez em 2002 no distrito de South Bank, em Londres; ou Rage, Flower Thrower, que representa um homem a lançar um buquê de flores como se fosse um cocktail Molotov, pintada em Jerusalém, em 2005. Destaque também para a recriação do quarto que Banksy decorou para o Walled Off Hotel, o hotel com a pior vista do mundo, já que está localizado mesmo em frente ao muro que Israel ergueu na fronteira com a Cisjordânia. Nesse quarto, vê-se Israeli and Palestinian pillow fight, um stencil onde um soldado israelita e um manifestante palestiano lutam com almofadas, revelador da postura pacifista e antimilitarista de Banksy.

Rua Viriato, 25 (Picoas). Seg-Sex 13.00-20.00, Sáb-Dom 11.00-21.00. 12€. www.theworldofbanksy.pt

+ Lisboa recebe exposição imersiva (e grátis) de Leonardo da Vinci

+ Museu de Joana Vasconcelos em Lisboa ou Oeiras? “Ela é que tem de decidir”, diz Isaltino

Últimas notícias

    Publicidade