A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O novo amarelo de Lisboa está a chegar

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Seis micro veículos eléctricos prometem ser a nova sensação turística de Lisboa. Chamam-se New Yellow of Lisbon e vão andar às voltas armados em eléctricos sobre carris.

Os tours (e os preços) ainda estão a ser desenhados por um grupo de guias turísticos profissionais que o vão levar pela cidade com passeios temáticos, de manhã à noite. Mas ao volante vai o turista. Se preferir, pode sempre comprar um destes veículos. 

Provavelmente já deve ter passado por um stand da marca Birò. Há um na Praça da Figueira, outro no Rato e mais um em Cascais. São pequenos quadriciclos eléctricos trazidos para Portugal pela ect2.pt, representante exclusiva da marca em Portugal, e cuja versão standard custa 9900€ + IVA. Mas pela primeira vez a Birò, tem carros para turista ver e andar. A ideia é portuguesa e sentámo-nos à mesa com César Barbosa, arquitecto e CEO da etc2.pt, para falar sobre estes seis Biròs que foram transformados em New Yellow of Lisbon (NYL).

Durante a próxima semana será lançado o site oficial onde poderá saber como fazer a sua reserva online para se fazer à estrada a bordo de um NYL, cujo logotipo se assemelha a um raio do super-herói Flash Gordon, embora a velocidade máxima de cada veículo não ultrapasse os 45km/hora. Não é rápido, mas é ágil. Estes ciclomotores ligeiros foram desenhados para andar nas cidades e podem ser conduzidos por pessoas dos 14 aos 100 anos (se tiver mais do que isso pode ir no lugar do co-piloto). Cada um dos seis veículos tem dois lugares e os passeios vão ser feitos em grupos de 10 a 11 pessoas, com o guia turístico a fazer de guarda-freio no NYL da frente.

new yellow of lisbon, nyl

Os passeios temáticos (da gastronomia à arquitectura) vão ser vendidos em pacotes de duas horas com uma refeição opcional de 45m/1hora que tem por objectivo cimentar o convívio entre cidadãos de todo o mundo (lisboetas incluídos). O tour da manhã pode incluir almoço, o da tarde jantar e o mais à noitinha inclui ceia e um espectáculo da agenda cultural da cidade que pode passar, por exemplo, por uma noite de fados. A comunicação no interior do NYL é feita por walkie talkie, manuseado pelos co-pilotos de cada amarelinho, e todos podem interagir na conversa não vá surgir alguma dúvida pelo caminho. "Não queremos um inédito, queremos manter a tradição viva", diz-nos César Barbosa ao mesmo tempo que aponta para um NYL, comparando-o a um eléctrico. "É como se tivessem partido um eléctrico às fatias." Em comum têm o facto de serem veículos eléctricos, serem amarelos em baixo e branco em cima. E o vinil que personaliza o pequeno carro simula ainda o caixilho em madeira dos eléctricos.

Os carros vêm de Itália, de uma empresa chamada Estrima que já conta com 100 anos de experiência a fazer cabines automatizadas (de teleféricos a tractores) para várias marcas. Só que nunca tinham tido uma marca própria. Do outro lado do Atlântico, César Barbosa pensava numa solução de mobilidade urbana para a cidade de Florianópolis. Em 2013, a equipa andou pelo mundo em busca de soluções, da Índia à China, mas foi na Estrima que se fez luz. Juntaram uma equipa multidisciplinar e juntos acabaram por imaginar uma solução sustentável para os centros históricos italianos. Foi assim que nasceu o Birò, um meio de transporte sustentável com pouco mais de um metro de largura e cerca de 500kg se contarmos com a bateria amovível (que dá para 60km de autonomia). Se por alguma razão nevar em Lisboa, o NYL não se importa: foi desenhado para circular em qualquer condição climatérica, neve incluída. Em Amsterdão já circulam mais de mil Biròs para uso pessoal e um exemplar especial em ouro e com vidros fumados será uma das estrelas da Expo Dubai 2020.

+ Lisboa vai ser a Capital Verde Europeia em 2020

+ emov: Lisboa tem mais 150 carros para partilhar

Últimas notícias

    Publicidade