A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O novo Bohemio da Ribeira é um dois em um no Cais do Sodré: serve jantar e cocktails

Por Catarina Moura
Publicidade

Rui começou a “ver espaços na desportiva” e às tantas encontrou uma loja ideal para um plano antigo: ter um restaurante que juntasse a cozinha de Francisco, amigo de infância, à sua experiência com cocktails. No final de Maio concretizaram tudo no 8 Building, no Cais do Sodré, com o Bohemio da Ribeira.

O restaurante ainda não está aberto aos almoços – em breve haverá menus executivos com pratos a mudar diariamente. Para já experimentam-se os vários horários em que estes dois sócios e amigos querem que o restaurante funcione: ao início da noite, para beber cocktails e umas entradas; ao jantar, com refeições compostas e prolongadas; e depois da refeição, altura em que se “baixam as luzes e se aumenta um bocadinho o som, para se continuar nos cocktails. A ideia é que ninguém precise de trocar de sítio para tomar um aperitivo, jantar e beber um copo”, diz Rui Alves, que trabalhou durante anos em catering de cocktails.

bohemio da ribeira
Fettucini com camarões grelhados
Manuel Manso

Francisco Folque estava em Londres a fazer formação na área da cozinha quando o amigo lhe ligou a avisar que tinha o sítio para a casa boémia, de espírito descontraído, que tinham imaginado. Era a antiga recepção dos Correios. O cozinheiro voltou a Lisboa de propósito. Criou um menu “de cozinha contemporânea com sabores internacionais e a pensar no público português”, diz Francisco, que destacou três cortes de carne no menu para chamar a atenção do gosto português, explica. Há lombo (16€), entrecôte (14€) e chuletón de buey gallego (36€, para duas pessoas) que se servem com acompanhamentos à escolha, entre salada, batatas fritas e arroz de cardamomo (2€ cada).

O resto da carta é uma mescla de ideias muito diferentes: tanto há tacos de milho com porco desfiado, abacate, maionese de chipotle e coentros (6€), como arancini, os croquetes de arroz italianos, aqui feitos com queijo da Serra (6€), ou uns camarões thai, servidos com pickle de daikon e crumble de amendoim (8,50€). Como prato principal tanto se come um bacalhau confitado com puré de feijão branco, alface grelhada e broa de milho (15€) como um risoto de abóbora (10,50€) ou um fettuccine com camarão grelhado e um bisque dos mesmos bichos (13,50€). A lista de sobremesas não é longa (inclui fruta da época e gelados), mas o best seller já se faz notar: uma tarte “banoffee desconstruída”, um semifrio de doce de leite servido com banana com uma crosta de caramelo, crumble e chantili de baunilha.

Banoffee desconstruído
Manuel Manso

Para já não se sugere que nenhum destes pratos seja acompanhado por um cocktail específico, mas é uma das ideias para a próxima carta, que virá para o tempo frio.

No balcão de bar – que é a primeira visão que se tem da entrada – fazem-se os cocktails clássicos ou as receitas criadas para esta casa por André Meneses: o Salt&Run tem tequila, mezcal e puré de ananás e sumo de limão; o Bohemio da Ribeira é feito com pisco, licor Beirão, sumo de limão, manjericão e pimenta (8,5€). Isto enquanto André desidrata umas frutas, ervas e afins para intensificar os cocktails. “Aqui não cozinhamos só na cozinha, também no bar”, resume.

Travessa do Carvalho, 27A (Cais do Sodré). 21 347 1684. Ter-Qui e Dom 20.00-00.00, Sex-Sáb 20.00-2.00.

+ Comer o mundo no 8 Building no Cais do Sodré

+15 restaurantes para jantar e beber um copo sem sair de lá

Últimas notícias

    Publicidade