A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Mercado de Arroios
DR

O papel da comida é discutido no Mercado de Arroios com vários petiscos do mundo

O encontro organizado pela Associação Pão a Pão, que terá lugar esta terça-feira, vai contar com a presença do ex-chef britânico Ronald Ranta, autor de vários livros sobre o tema. Haverá ainda tempo para petiscos e uma aula de desenho.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

Pode a comida ser uma arma política? Terá um papel na construção identitária? São estes os temas que a Associação Pão a Pão quer debater esta terça-feira, num encontro marcado para o Mercado de Arroios. Vão estar presentes o académico e ex-chef britânico Ronald Ranta, autor de vários livros sobre o assunto; a jornalista gastronómica do Público Alexandra Prado Coelho; e o chef André Magalhães, da Taberna das Flores. A conversa será moderada pela presidente da associação, Francisca Gorjão Henriques.

No debate, que começa às 18.00, Alexandra Prado Coelho irá abordar a forma como a alta cozinha demorou a reflectir a diversidade cultural de alguns países, enquanto André Magalhães explora o nosso passado colonial e as suas gastronomias. “A comida não é apenas uma forma de nos alimentarmos. Mas às vezes acabamos por esquecer o seu papel político e o seu papel na construção identitária a um nível mais macro, nomeadamente na utilização da cozinha como símbolo na construção da ideia de Estado-nação”, explica a presidente da Pão a Pão.

E como é de comida que falamos, nas bancas do Mercado de Arroios vai encontrar petiscos de vários países, entre eles a Ucrânia, a Eritreia, o Afeganistão e a Serra Leoa. Tudo feito pelos alunos do Mezze Escola, que se vão juntar ao Mezze — restaurante aberto pela associação em 2017 e que emprega pessoas refugiadas —, ao Zaytouna e à pasteleira ucraniana Olena Yemelianovska. 

Haverá ainda tempo para uma aula de desenho com o artista João Catarino — uma forma não fotográfica de registar o evento. "O desenho traz um tempo diferente ao registo, é um tempo que impõe uma relação entre a pessoa que está a desenhar e a pessoa que é desenhada. Este tipo de relação também permite, se calhar, uma reflexão maior sobre quem é aquela pessoa”, detalha Francisca Gorjão Henriques. Para participar nesta aula, que tem um custo de 10€, deve enviar um email para associacao@paoapao.pt

A entrada no evento é livre, mas sujeita a inscrição. 

+ Sabe o que é uma croquemboucherie? A resposta está na Estrada de Benfica

+ Gourmet Italiano. Como ir a Itália, sem sair de Cascais, e sentar-se à mesa com os piccoli produttori

Últimas notícias

    Publicidade