A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira Popular do Jardim da Estrela
DRFeira Popular do Jardim da Estrela

O Pátio das Antigas: a Feira Popular na Estrela

Durante três anos, entre passar da Palhavã para Entrecampos, a Feira Popular instalou-se no Jardim da Estrela, e com nomes diferentes de cada vez.

Por Eurico de Barros
Publicidade

Toda a gente que se interessa por estes temas da cidade de Lisboa sabe que a Feira Popular nasceu no Parque da Palhavã, em 1943, que em 1961 passou para Entrecampos, fechando em 2003, e espera agora melhores dias, com uma nova localização apontada para Carnide. O que nem todos sabem é que, na transição da Palhavã para Entrecampos, entre 1958 e 1960, a Feira Popular de Lisboa esteve instalada no Jardim da Estrela, embora designada sucessivamente como Feira Portugal, Feira-Parque e Feira de Beneficência. Mas, para o alfacinha, continuava a ser sempre a “sua” Feira Popular.

A foto que ilustra esta página foi tirada em 1960, o último ano em que a Feira Popular esteve na Estrela, então como Feira da Beneficência, e incluída nas Comemorações Henriquinas. A entrada custava 25 tostões e a abertura foi a 12 de Junho, véspera de Santo António. O anúncio oficial destacava as “decorações com motivos henriquinos” e as “feéricas iluminações”, mais “todas as habituais diversões populares, como: carrosséis, pistas de automóveis eléctricos, bazares, restaurantes, stands regionais, barracas de pim-pam-pum, tiro ao alvo, bares, bailes e arraiais, e muitas outras atracções de novidade em feiras populares”. Como se escreveu então no Diário Popular: “Bem lhe podem chamar Feira de Beneficência: o lisboeta reconhecerá nela a tradicional e indispensável Feira Popular”.

Lisboa de outras eras:

+ O Pátio das Antigas: Vai graxa?

+ O Pátio das Antigas: O cinema com parque

+ O Pátio das Antigas: Uma avenida a estrear

Últimas notícias

    Publicidade