A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Patios das Antigas, Barcos, Lago, Jardim do Campo Grande
©O SéculoNovos Barcos no Lago do Jardim do Campo Grande

O Pátio das Antigas: Barcos novos no lago

Coisas e loisas da Lisboa de outras eras

Por Eurico de Barros
Publicidade

Os frequentadores do lago do Jardim do Campo Grande foram presenteados com barcos novos no Verão de 1928. O pior era a miudagem que lá ia nadar.

Foi em 1869,durante o reinado de D. Luís, que se construiu o lago principal do Jardim do Campo Grande, para que as mulheres e os familiares dos apreciadores de corridas de cavalos lá pudessem andar de barco a remos (desde 1816 que se organizavam corridas de cavalos no Campo Grande). A foto desta página foi tirada no dia 18 de Agosto de 1928 e documenta a inauguração dos novos barcos a remos do lago. As embarcações de aluguer originais estavam muito velhas, algumas já metiam água abundantemente e por isso a autarquia mandou comprar barcos novos, que foram estreados em meados desse Verão de 1928. Os jornais deram a boa notícia com destaque.

O lago do Campo Grande não servia só para os apaixonados ou os magalas andarem de barco. A miudagem da zona ganhou o hábito de ir para lá nadar, nos dias mais quentes de Verão, e não era raro haver confusões entre o casalinho que estava a passear de barco a remos e um ou mais desses jovens nadadores, que se punham a chapinhar muito perto dos namorados e os salpicavam, ou mesmo que colidiam com os remos ou com a embarcação, sob pena de causarem um naufrágio. Alguns até se atreviam a pedir boleia. Geralmente, acabava tudo com um vigilante do jardim a afugentar os miúdos à chibatada, e estes a correrem em todas as direcções em grande gritaria, ainda ensopados e com as roupas na mão. Hoje, é tudo muito mais calmo.

Lisboa de outras eras:

+ O Pátio das Antigas: Vai graxa?

+ O Pátio das Antigas: O cinema com parque

+ O Pátio das Antigas: Uma avenida a estrear

Últimas notícias

    Publicidade