A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O Pátio das Antigas, Lisboa Antiga,
©DREstação de Comboios no Estádio Nacional

O Pátio das Antigas: O Comboio no Estádio

Coisas e loisas da Lisboa de outras eras

Por Eurico de Barros
Publicidade

Até 1979, o Estádio Nacional teve uma estação, que fazia ligação com a da Cruz Quebrada. Foi abaixo nos anos 90.

Uma estação de comboios à beira de um estádio? Não é fantasia, existiu em Lisboa. O Estádio Nacional teve, desde a sua inauguração em Junho de 1944, até ao ano de 1979, uma estação de comboios própria, destinada a quem vinha assistir aos jogos de futebol e a outros acontecimentos desportivos. Tratava-se do término de um pequeno ramal que ligava a estação da Cruz Quebrada, da Linha de Cascais, ao Estádio Nacional, e paralelamente ao qual corria uma linha de eléctrico, esta também já extinta. A estação foi concebida pelo mesmo arquitecto do complexo desportivo do Jamor, Miguel Jacobetty Rosa, destacando-se no edifício a grande torre (na fotografia), encimada por um relógio e um castiço cata-vento. Entre Julho de 1950 e 1 de Novembro de 1979, a Estação do Estádio Nacional teve serviço regular de passageiros, como qualquer outra estação ferroviária normal. Encerrou depois do jogo de futebol Portugal-Noruega, disputado no referido primeiro dia de Novembro.

Depois, o edifício foi-se degradando pouco a pouco, até atingir um estado deplorável de abandono e ruína. Vários anos depois de, em 1985, ter sido desafectada ao domínio público em definitivo, a estação foi demolida, para ser erguido no mesmo local o Complexo de Piscinas do Jamor, inaugurado em 1998.

Lisboa de outras eras:

+ O dia dos brinquedos de Natal

+ O café do grande letreiro

+ Os Olivais em construção

Últimas notícias

    Publicidade