Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O quarteirão da bicentenária Braz & Braz vai entrar em obras
Notícias / Vida urbana

O quarteirão da bicentenária Braz & Braz vai entrar em obras

braz & braz
Fotografia: Inês Félix

Lojas do quarteirão da Braz & Braz podem mudar de morada por uns meses. Dizemos-lhe que é obra do Hotel Convento de São Domingos.

Há três anos tornou-se pública a intenção da PHC Hotels em erguer mais uma unidade no quarteirão onde até 2010 funcionou a Braz & Braz, famosa loja de utensílios para o lar e hotelaria que hoje tem morada na Rua Poço do Borratém, a 300 m de distância. Nascida em 1777 num pequeno espaço de 20 m2 na Travessa de São Domingos, a loja foi crescendo até ocupar cinco andares do prédio colado à Igreja de São Domingos, junto ao Rossio.

Em 2016, a PHC Hotels, marca gestora do Hotel Mundial e Boutique Hotel Portugal, revelou que iria transformar o emblemático edifício da Braz & Braz no Hotel Convento de São Domingos, um boutique hotel de quatro estrelas. Um projecto que no final das contas vai custar 20 milhões de euros, entre a compra e reabilitação do imóvel.

O aviso da obra está agora colocado numa das fachadas e informa que as obras vão prolongar-se por 16 meses. Mas no piso térreo encontra-se uma série de negócios queridos para os lisboetas, como a Barbearia Oliveira ou a Drogaria de São Domingos. Foi lá que soubemos pela primeira vez que as lojas poderão ter de se deslocar, mas apenas durante uns meses. Na histórica drogaria, protegida com o selo municipal Loja com História, um funcionário garante que vão para perto, só não sabem quando. “Ainda há muito trabalho para fazer”, explica. Outro caso é a Barbearia Oliveira, que apesar de não ter o selo de Loja com História, é uma “mais-valia” para o hotel, segundo garantiram os novos proprietários a Bruno Oliveira. “Por enquanto ainda vamos ter uma reunião, foi só apalavrado. Pelos vistos vão fazer obras em metade do prédio e depois quando estiver pronta iremos para lá”, avança, salvaguardando que as negociações ainda estão a decorrer.

Contactada pela Time Out, a PHC Hotels forneceu informações tranquilizadoras: “Será respeitado ao máximo qualquer património histórico e de valor público que possa surgir, tendo em conta a zona intervencionada” garantem, acrescentando que “as lojas históricas Barbearia Oliveira e Drogaria de São Domingos se vão manter em funcionamento, embora tenham de se deslocar temporariamente num futuro próximo, mas sempre dentro do mesmo edifício”. A obra deverá estar terminada em Agosto de 2021.

+ Fim à vista nas obras do Miradouro São Pedro de Alcântara

+ As quatro marchas de Santa Maria Maior vão voltar a sair à rua

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments