A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O que se passou no Adamastor até agora? A polémica ponto por ponto

Por Tiago Neto
Publicidade

O miradouro de Santa Catarina foi vedado em Julho sob o pretexto de requalificação do espaço. Sete meses depois, permanece fechado. Esta quarta-feira, às 18.30, é apresentado publicamente o projecto arquitectónico da Proap. Recuperamos a cronologia de uma decisão polémica da câmara de Lisboa.

25 de Julho de 2018 — Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara de Lisboa, anuncia o encerramento do Miradouro de Santa Catarina.

10 de Agosto de 2018 — Criação do grupo Make Adamastor Public Again, que mais tarde dá lugar à Libertem o Adamastor!.

19 de Agosto de 2018 — Primeiro encontro dos membros da plataforma junto do Adamastor. A acção será repetida todas as quartas, pelas 18.30. 

25 de Agosto de 2018 — Bloco de Esquerda pede esclarecimentos sobre a intervenção no Miradouro de Santa Catarina.

3 de Setembro de 2018 — Petição do grupo Libertem o Adamastor para travar as obras, por medida que consideram "arbitrária e autoritária" da parte da câmara. 

13 de Setembro de 2018 — Bloco de Esquerda e PCP apresentam moções contra o fecho do Adamastor com votos favoráveis de todos os partidos à excepção do PS.

18 de Setembro de 2018 — Fernando Medina contrapõe, e avança com o que diz ser uma intervenção "há muito reclamada pelos moradores".

19 de Setembro de 2018 — Medina nega política que favorece a gentrificação e frisa que o miradouro do Adamastor “é um espaço público que se manterá sempre aberto a todos”. Mas antevê a vedação do espaço a certas horas. 

2 de Novembro de 2018 — A autarquia contrata o atelier de arquitectura paisagista Proap — responsável pela primeira intervenção, em 2013.

29 de Novembro de 2018 — O jornal Público teve acesso ao projecto de reabilitação e revela que a vedação a envolver todo o espaço do miradouro terá dois metros de altura.

19 de Dezembro de 2018 — Bloco de Esquerda, que é parceiro do executivo socialista na câmara, quer que seja elaborado um "plano anual de dinamização do espaço".

31 de Dezembro de 2018 — O Adamastor "reabre" por mão de populares. A vedação foi cortada na noite de 31 para 1, levando centenas de pessoas ao espaço.

2 de Janeiro de 2019 — A câmara repõe a vedação, encerrando novamente o miradouro.

24 de Janeiro de 2019 — O Laboratório de Estudos Urbanos, colectivo fundado por três doutorandas de Estudos Urbanos da FCSH e ISCTE, lança no Facebook uma chamada pública a todos os que tivessem registos fotográficos ou em vídeo com o objectivo de os compilar.

31 de Janeiro de 2019 — Fernando Medina anuncia uma reunião pública para apresentar o projecto camarário e debater o assunto.

11 de Fevereiro de 2019 — A autarquia tem a intenção de criar um novo concurso para a exploração do quiosque do miradouro.o entanto, segundo o jornal Público, as fiscalizações não encontram problemas na actual concessão.

+ Depois de renovada a Praça de Espanha, a Gulbenkian vai crescer

Últimas notícias

    Publicidade