A Time Out na sua caixa de entrada

Museu Arqueológico do Carmo
Fotografia: Manuel Manso

O terramoto de 1755 contado aos miúdos

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

A iniciativa chama-se “O dia em que a terra tremeu” e divide-se em duas actividades que acontecem durante os dias 1 e 2 de Novembro.

O grande terramoto de 1755 aconteceu num fatídico dia 1 de Novembro, deixando marcas na cidade que ainda hoje são visíveis, por exemplo, na estrutura do antigo Convento do Carmo, convertido em museu em 1864, pela Associação dos Arqueólogos Portugueses.

Embora o tema seja um pouco pesado, as duas actividades prometem momentos divertidos. A actividade “O grande tremelique de Lisboa” (1 e 2 de Novembro, às 11.30) é para fazer em família (um adulto e uma criança entre os oito e os 12 anos) e consiste num jogo onde os conhecimentos dos participantes sobre o terramoto (e terramotos em geral) são postos à prova.

Se preferir uma visita temática, para maiores de 16 anos, inscreva-se n'“As ruínas do Carmo e o terramoto de 1755” (1 e 2 de Novembro, às 15.30) para ficar a saber tudo o que aconteceu à antiga Igreja do Carmo – será que caiu mesmo o Carmo e a Trindade?

Ambas as actividades têm entrada gratuita, mas é necessária inscrição para servicoeducativo@arqueologos.pt, com indicação de nome, telefone e actividade em que se deseja inscrever.

+ Onde param as esculturas gigantes de Harry Potter em Lisboa? É preciso descobri-las

+ Jardim da Estrela despede-se dos dias longos com uma festa até os portões fecharem

Últimas notícias

    Publicidade