A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Ôba, este quiosque no Saldanha Residence é saudável

Por
Ines Garcia
Publicidade

A área de restauração do centro comercial Saldanha Residence foi completamente reformulada. Tem agora luz e novas opções, como o Ôba. 

Anna Arany começou por identificar quais os pratos que a maioria das pessoas gosta de comer, independentemente da ocasião e chegou aos risotos, hambúrgueres, grandes massadas. E depois quis ver como dava para transformar esses “pratos gordos” em “pratos magros”. No Ôba, um espaço de comida saudável no novo food court do Saldanha Residence, o risoto transformou-se em quinoto, a massa bolonhesa transformou-se em zolonhesa e por aí fora.

O balcão do Ôba, no novo espaço de restauração do Saldanha Residence

“As pessoas não querem comer saudável quando vão aos mercados, é um facto”, diz Anna, que tinha uma tapiocaria no Mercado de Campo de Ourique, onde ainda mantém uma loja de doces. Quando surgiu a oportunidade de abrir no Saldanha, não queria um “monoproduto”. “É preciso ir expandido ao longo do tempo e só com a tapioca não dá para fazer isso”, explica sobre o produto que também tem aqui disponível, com vários recheios.

Quinoto de espinafres com cogumelos, parmesão e fatias de frango fumado
Fotografia: Manuel Manso

Neste Ôba, Anna não quis dizer logo com todas as letrinhas que são um espaço de comida saudável, porque “a bem ou a mal ainda há um preconceito”. Entre as opções aqui disponíveis estão dois quinotos (com quinoa em substituição do arroz): um de espinafres com cogumelos, parmesão e fatias de frango fumado; outro de batata doce, com rosbife, cogumelos e rúcula (6,90€). Há também a tal zoolonhesa com courgete espiralizada, carne e molho bolonhesa (6,90€), um linguini sem glúten, pintado com tinta de choco no Ôba (7,50), com camarão. Os hambúrgueres são vegetarianos, de lentilhas e batata doce, ou de grão e de beterraba (6,90€).

Hambúrguer de lentilhas e batata doce em pão de batata doce

A ementa tem ainda bowls (6,90€)  – “quisemos fazer uma coisa com variedade, botar um fun no saudável” – como a tuareg, com falafel com azeitonas feito no forno, abacate laminado e beterraba, o kale, com couve kale (também disponível como snack), peito de peru fumado, cogumelos, tomate e cebola frita ou o muchacho, com arroz thai, feijão encarnado temperado, pimento, milho, camarão e guacamole com molho chilli. Uma opção ligeiramente mais calórica é o strogonoff do lombo, sem lactose e sem glúten, mas com arroz e batata doce frita.

O snack de couve kale desidratada
Fotografia: Manuel Manso

No fim há doces bem doces, que a marca Depois, de doces e sobremesas, é bem gulosa – há tarte de brigadeiro com leite condensado cozido com bolacha Maria ou bolo de chocolate com nutella e avelãs, vendidos à fatia. De vez em quando há ainda uma tarte vegana do Ao 26 – Vegan Food Project

O forte deste pequeno balcão de food court são os almoços, muito por causa da localização e da proximidade com uma série de empresas, mas com a abertura de um ginásio dentro deste espaço comercial, o Ôba é boa opção para pré e pós-treino.

Centro Comercial Saldanha Residence, Avenida Fontes Pereira de Melo, 32 (Saldanha). Seg-Dom 10.00-23.00.

+ Os melhores restaurantes vegan em Lisboa

Últimas notícias

    Publicidade