Os 11 melhores restaurantes vegan em Lisboa

Aqui animais não entram. Nem ovos, nem manteiga, nem leite. Estes são os melhores restaurantes vegan em Lisboa
O Botanista
©Duarte Drago
Por Catarina Moura e Inês Garcia |
Publicidade

Quanto mais restaurantes vegan aparecem em Lisboa, mais criativa fica esta dieta restritiva. Não há ovos, leite ou manteigas de origem animal – e naturalmente nem vale a pena falar em carne ou peixe – mas estes menus não são um interminável desfile de saladas. Estes são os melhores restaurantes vegan em Lisboa. Animais entram, mas só pela trela. Descubra o que comer nestes dez espaços, mesmo que continue a ser um carnívoro inveterado. Entrada, prato principal e sobremesa. O difícil vai ser resistir a tantos pratos bons e apetecíveis. Carne? Peixe? É que nem se vai lembrar disso.

Recomendado: As marcas sustentáveis que tem de conhecer

Os melhores restaurantes vegan em Lisboa

1
The Green Affair
©Manuel Manso
Restaurantes, Vegano

The Green Affair

icon-location-pin Avenidas Novas

É a mais recente novidade no Saldanha. O restaurante é 100% vegetal, nada é de origem animal e a ideia é apresentar pratos inteligentes e com um empratamento apelativo. Aqui há álcool, dos cocktails aos vinhos e cerveja artesanal, e também pratos de cozinha do mundo. 

2
Ao 26 vegan food project
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegetariano

Ao 26 – Vegan Food Project

icon-location-pin Chiado

Chegou ao Chiado para mostrar aos alfacinhas que comida vegan não é sinónimo de refeições desenxabidas. No restaurante encabeçado por Catarina Gonçalves (que já tinha aberto o vegetariano Nomalism, em Campo de Ourique), servem-se hambúrgueres de beterraba ou de lentilhas (ambos a 7,50€), bifanas com seitan marinado em tomilho e limão (5€) e tostas de bolo do caco com queijo vegetal (6€). Mas não saia sem dar uma dentada na tarte crua de frutos secos, sem açúcar e adoçada com tâmaras e néctar de agave (4,50€). Bem boa.

Publicidade
3
O Botanista
©Duarte Drago
Restaurantes, Vegano

O Botanista

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Bem-vindo ao maravilhoso mundo do vegetal: O Botanista, o novo projecto de Catarina Gonçalves, do Ao 26 - Vegan Food Project, com André Baptista, tem um piso térreo muito verde, carregadinho de plantas e um menu vegan para todas as horas do dia. Tem opções de pequeno-almoço, almoço e lanche, muitas que ninguém diria que são vegan - é, aliás, esse o objectivo. Nem Catarina, responsável pela doçaria, nem André, na cozinha, querem recriar o que já existe em versão vegan. Querem, antes, "apresentar coisas boas, que te alimentam e que te sabem bem, e que esqueças que não tem carne, peixe ou ovos. Não entra nada de origem animal mas nem dizes que é vegan”. 

4
Quintal de Santo Amaro
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Quintal de Santo Amaro

icon-location-pin Lisboa

Larissa Abbud come carne, mas chegou do Rio de Janeiro e abriu o Quintal de Santo Amaro com uma lunchbox diária (8€) e outras delícias vegan – das tostas floridas aos bolos e tartes cruas. Toda a comida é servida em embalagens biodegradáveis para levar, tenta que os produtos sejam biológicos, sempre em busca de legumes e verduras da época. Tudo isto num cantinho aconchegado em São Bento.

Publicidade
5
my mother's daughters
Francisco Santos
Restaurantes, Vegano

My Mother's Daughters

icon-location-pin São Sebastião

My Mother’s Daughters é o café de três filhas e a sua mãe no Largo de São Sebastião onde se comem pratos sem produtos de origem animal, tendencialmente biológicos, com super alimentos à mistura e muita atenção ao desperdício. Quase sempre há na carta uma entrada que se vende pelo nome “desperdício zero”: o que sobrou do prato do dia de ontem é a entrada de hoje. No menu fixo há bowls como a fresca (com couve kale, pesto, legumes assados, arroz negro e chucrute) e da terra, uma taça com mais corpo (por agora com lentilhas, arroz de couve-flor e batata doce assada). Vai ainda encontrar bolinhas energéticas e barrinhas de cereais. Mais originais e com grande potencial ao nível das redes sociais é, por exemplo, a tosta unicórnio, uma fatia de pão barrada com cores entre o azul e o cor de rosa.

6
EIGHT
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegano

Eight – The Health Lounge

icon-location-pin Santa Maria Maior

Quando Ceri era miúda preferia ficar em casa a cozinhar do que ir para a escola. É ela que está responsável pela carta deste lounge vegan com uma loja a condizer no primeiro piso. Quando chegava a hora do jantar, como a mãe não era muito adepta da cozinha, ela e os irmãos tratavam do assunto. "Queria que a carta tivesse coisas mais fast food — smoothies, bowls, tostas — simples mas que fossem muito nutritivas", explica Ceri que carregou a ementa de smoothies, shots de bem-estar, tostas, saladas e pequenos snacks doces sem açúcar ou mel adicionados: só frutinha saudável.

Publicidade
7
antigo talho do Manzarra
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Antigo Talho

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Não se deixe enganar pelo logótipo com o porco à entrada. A única coisa literal no novo projecto do apresentador de televisão João Manzarra é o nome – isto é um antigo talho. “Veganizou” um Antigo Talho, perto do Marquês de Pombal, e abriu-o com uma cafetaria para almoços e lanches e loja multimarca, tudo inteiramente vegano. Todos os dias há um prato diferente, da responsabilidade de uma equipa comandada pela chef Filipa Ruas. É provavel apanhar um cuscus de vegetais, especiarias, frutos secos e baba ganoush, mas também pode calhar caril tailandês ou um pho vietnamita. O menu tem ainda wraps e quiches (que mudam semanalmente), bolos à fatia, bolas energéticas, sumos, kombucha e cervejas artesanais. “Mas sempre completamente vegano. Aqui só entram animais vivos e plantas”, garante João Manzarra.

8
Foodprintz
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegetariano

Foodprintz

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

É um daqueles lugares que deixam saudades mal pagamos a conta e passamos a ombreira da porta. O atendimento é simpático, a comida é boa, o ambiente é acolhedor e os preços em conta. Tem à frente do projecto Caroline, uma cozinheira alemã que é também professora de yoga, e Lisa, uma holandesa a viver em Lisboa há pouco mais de um ano. No piso de cima servem tostas de ricota com abacate (2,50€), queijos vegetais caseiros feitos com frutos secos (4,50€ e 9€), pratos mais robustos à hora de almoço, e gelados de banana e canela para sobremesa (3,50€). No piso inferior, dão aulas de yoga.

Publicidade
9
juicy
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegano

Juicy

icon-location-pin Baixa Pombalina

Não há carne nem peixe e é tudo à base de plantas. A ementa é toda vegan com excepção de duas ou três receitas que estão assinaladas na carta com um V para vegetariano. Neste restaurante desenhado pelo Studio Astolfi, o prato forte são os juicy flat bread, um pão plano integral cuja massa pode ou não levar uma mistura de especiarias chamada za’atar, cozido num forno a lenha, e utilizado para uma espécie de wraps bem recheados, os sumos feitos na hora — funcionais, shosts de imunidade, smoothies, ou as sopas do dia com legumes da Herdade do Freixo do Meio.

10
Psi
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Vegetariano

Psi

icon-location-pin Lisboa

É um dos mais antigos e especiais restaurantes vegetarianos da cidade, de portas abertas há 15 anos. Sim, vegetariano não é vegan, mas o Psi tem uma grande e variada oferta vegan e claramente assinalada na carta. O jardim, com uma cascata e um lago, onde vivem patos, tartarugas e carpas, foi inaugurado por Dalai Lama, e conta ainda com um parque infantil e uma horta com plantas e ervas aromáticas. Yasser Saiyad, o chef, prepara todos os dias pratos de influências indianas, tailandesas e italianas, alguns deles vegan e sem glúten. Na carta há ceviches de manga, chamuças de vegetais, roti, um pão indiano, com requeijão, mel e nozes, saladas de feta ou de falafel de grão, pratos de beringela agridoce, almôndegas de seitan e ainda panacottas com pralinés de pistácio para acabar tudo na perfeição. 

Publicidade
11
Jardim dos sentidos
©DR
Restaurantes

Jardim dos Sentidos

icon-location-pin Princípe Real

Vegetariano e mais do que amigo de vegans. As opções são muitas (provavelmente a grande maioria da carta) e variadas. Sopas de lentilhas, caris de tofu e ervilhas, seitans tandooris, estufados de cenoura com harissa, esparregados e, para terminar, lasanhas de banana como sobremesa. Estes são apenas alguns dos pratos possíveis no buffet do Jardim dos Sentidos, junto à Avenida da Liberdade. Anita Cunha, a chef, que também pratica yoga, acredita na alimentação como cura. Por isso, entregue-se nas mãos da chef e livre-se dos seus males de barriga cheia. Se quiser uma experiência ainda mais arrojada, reserve um jantar zen. Será recebido com uma massagem, seguida de uma refeição a dois (130€).

A Time Out diz

Lisboa saudável

Restaurantes

Os melhores restaurantes saudáveis em Lisboa

Saudável não é sinónimo de verde, light, vegetariano ou comida para passarinhos. E também não equivale a passar fome. Corremos a cidade para lhe trazer esta barrigada de restaurantes saudáveis em Lisboa. Bom apetite e muita saudinha.

Restaurantes

Os melhores restaurantes vegetarianos em Lisboa

Ter de comer as verduras todas até ao fim com sacrifício é coisa da infância e nos melhores restaurantes vegetarianos em Lisboa é também coisa do passado. Não vai encontrar aqui vegetais cozidos sem sal, tofu grelhado sem graça ou aquela omelete de última hora servida com salada mista para quem não come carne nem peixe. Se não acredita, explore esta lista com os 13 melhores restaurantes vegetarianos da cidade capazes de tornar as couves de bruxelas em verdadeiras estrelas de passerelle – e que, ainda por cima, lhe vão fazer bem à saudinha.

Publicidade
Biomercado
Fotografia: Arlindo Camacho
Compras

As melhores lojas e mercados biológicos em Lisboa

Ponha-se num destes mercados para encontrar produtos biológicos em Lisboa e, se não está dentro deste esquema, vai surpreender-se com a variedade: da fruta à carne, da cosmética aos produtos e higiene para a casa, não esquecendo a oferta para bebés e para os amigos de quatro patas.

Publicidade