Notícias / Vida nocturna

Park: cinco anos nas alturas

Park: cinco anos nas alturas
Manuel Manso

2018 é o ano de consagração do Park: esta quinta celebra o quinto aniversário com uma festa de arromba, depois de em Fevereiro ter lançado uma editora e de em Outubro cumprir o seu primeiro evento fora de portas. A vida, lá em cima, jamais será igual. 

Se há coisa útil na vida é saber onde estacionar o carro. Há cinco anos que sabemos de um sítio incrível – nós e Lisboa inteira, claro, que todos se apaixonaram por este terraço inserido num parque de estacionamento. O Park nasceu como lugar que dá o melhor pôr-do-sol, o melhor arranque de noite, mais bom gosto, boa vista, boas bebidas, boa música. Esta quinta, num ano que muda a sua história, celebra cinco de vida, com uma festa com DJ Glue, Shaka Lion e Joe Kay (do colectivo electrónico-soul britânico Soulection). Toca a subir. 

O Park sempre conseguiu capturar o batimento lisboeta, sempre esteve atento ao que interessava, com residências em parceria com a Underdogs, por exemplo. O balanço, como garante João Paulo Moreira, programador da casa e a figura na foto, é muito positivo: “Sempre quisemos ser mais do que um bar com vista privilegiada sobre a cidade. Procurámos sempre ser relevantes culturalmente e os nossos esforços consistem em fazer os nossos artistas crescer, impulsionando assim o panorama musical lisboeta”.

Tanta era a importância que a curadoria da coisa tinha que decidiram efectivar o esforço e criar a Parkbeat Records, que arrancou em Fevereiro e já conta com uma edição: Goodies, de DJ Glue. “É uma forma de o Park dar voz a produtores e artistas, tendo como principal objectivo fazê-los chegar o mais longe possível. Através dos contactos que o Park travou ao longo dos anos – DJs, produtores, pessoas ligadas ao clubbing e ao mercado discográfico – sentimos que era relevante abraçarmos o panorama musical de forma mais comprometida”, garante João Paulo. 

A ligação ao hip-hop e à electrónica de cariz mais urbano é evidente. E é nesse contexto que aparece o primeiro evento do Park fora de portas, com Jazzy Jeff, mítico DJ, com trabalho com várias lendas do meio e sobretudo conhecido pela sua colaboração com Will Smith em DJ Jazzy Jeff & The Fresh Prince. “O Jazzy Jeff é um DJ que há muito gostávamos de trazer a Lisboa. É, na nossa perspectiva, a identidade do Park personificada. É um momento muito importante para nós, no sentido em que é o primeiro evento fora do Park”,  Já o ambicionávamos fazer há algum tempo, mas quisemos esperar pela altura certa e pelo nome certo”, confessa o programador.” A noite de 13 de Outubro no Capitólio, ‘Parkbeat Legends’, é mais do que um DJ set do Jazzy Jeff, é, para nós, uma forma de celebrar a cultura hip-hop em Portugal. Em breve, vamos adicionar ao cartaz nomes que bem representam essa cultura e que estiveram na base do movimento hip-hop em Portugal”, acrescenta.

E em breve (leia-se próxima quinta), vão continuar a adicionar boa vida nocturna à cidade.

+ Os bares com melhor vista em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments