Notícias / Vida urbana

Passeios, leituras e um arquivo digital: José Cardoso Pires é homenageado

jose cardoso pires
©Eduardo Gageiro

Até 30 de Dezembro, as bibliotecas municipais e a Hemeroteca vão homenagear José Cardoso Pires, assinalando o 20º aniversário da morte do escritor com várias iniciativas.

O programa, de entrada livre e apresentado pela Câmara Municipal de Lisboa e pela editora Relógio d’Água, arranca esta quinta-feira às 18.00 com a inauguração da exposição de fotografias de Eduardo Gageiro no Palácio Galveias. O fotógrafo, que estará presente nesta inauguração, trabalhou directamente com o escritor José Cardoso Pires e nesta exposição a promessa é que encontre quatro décadas de cumplicidades. Na selecção de fotografias que compõem esta exposição foram privilegiados retratos menos conhecidos.

A última adaptação da obra literária de Cardoso Pires também estará em destaque com a projecção da curta-metragem 3 Caminheiros (2006), de João Guerra, a partir do conto que dá o título ao primeiro livro do escritor (Os Caminheiros e Outros Contos), editado em 1949. O evento, marcado para as 18.00 de 3 de Dezembro, acontece na Biblioteca Palácio Galveias e inclui uma conversa informal com João Guerra, o escritor João de Melo e o actor Diogo Dória.

Na mesma tela, à mesma hora, mas a 15 de Novembro, estará o filme Fotogramas Soltos das Lisboas de Cardoso Pires, produzido em 2008 pela Videoteca Municipal de Lisboa e que teve por base Lisboa, Livro de Bordo, de José Cardoso Pires. O que nos leva a outra boa notícia. A Relógio de Água vai reeditar este livro de referência das memórias da cidade, agora acompanhado pelas fotografias de José Carlos Nascimento. O lançamento está marcado para 26 de Novembro, às 18.30, na Biblioteca Palácio Galveias, com a presença do fotógrafo e do editor Francisco Vale. Maria do Céu Guerra, Luís Lucas e Carmen Santos farão leituras de alguns excertos.

Outro destaque passa pela revista Almanaque que marcou o design gráfico português e que vai agora ser disponibilizada online. Concebida e coordenada por José Cardoso Pires, a Almanaque foi publicada entre 1959 e 1961 num total de 18 números e vai poder ser lida no site da Hemeroteca Digital. Nela colaboraram Alexandre O'Neill, Luís de Sttau Monteiro, José Cutileiro, João Abel Manta, Baptista Bastos ou Vasco Pulido Valente, e o lançamento online será assinalado por um evento que vai decorrer na Biblioteca Camões a 29 de Novembro, às 18.00.

revista almanaque

 

Capa e contracapa da revista Almanaque, por Sebastião Rodrigues (Novembro de 1960)

 

Apesar de ter nascido na aldeia de São João do Peso, em Vila de Rei (onde dá o nome à Biblioteca Municipal) José Cardoso Pires viveu um período importante da sua vida em Alvalade e por isso mesmo estão planeadas cinco percursos que evocam a sua obra neste bairro, marcados para os dias 9, 17, 20, 23 e 30 de Novembro.

O programa completo pode ser consultado aqui.

+ Os novos livros que nos vão fazer esquecer o Verão

+ Feira do Vinil regressa ao Mercado de Santa Clara com singles e discos vintage

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments