A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Regata de Portugal atraca no Terminal de Cruzeiros e a cultura portuguesa também

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

Uma das etapas da World Match Racing Tour vai passar por Lisboa em Outubro, motivo mais do que suficiente para fazer uma grande festa. Vai haver música, gastronomia e arte urbana. E entrada livre.

Uma festa feita por portugueses, com portugueses e para portugueses. A organização daquela que é a primeira Regata de Portugal quer ver um mar de portugueses num recinto com capacidade para 50 mil pessoas, entre 3 e 7 de Outubro. E além de ver os barcos a passar (a alta velocidade), há 12 horas de festa por dia e muito com que se entreter.

mapa regata a portugal

O World Match Racing Tour é divertido. Consiste em corridas aquáticas onde dois veleiros idênticos batalham por um só e simples objectivo: serem os primeiros a cortar a meta, em corridas que demoram entre 8 a 12 minutos e que acontecem bem junto à costa para que o público possa sentir a adrenalina da competição (pode inteirar-se das regras no site oficial do tour).

Mas em Lisboa, este evento da Federação Internacional de Vela (World Sailing) também vai ser animado em terra firme. Com o nome Regata de Portugal, este evento de acesso gratuito tem planeadas 70 horas de festa para cinco dias e que passam por DJ sets diários, contentores intervencionados por artistas urbanos portugueses, dois espaços de gastronomia do chef Vítor Sobral e por uma exposição sustentável com peças inéditas dedicada aos mares.

Para Francisco Mello e Castro, responsável pela organização da Regata de Portugal, o evento “pretende enaltecer o ‘mar de portugueses’ que levam o país além-fronteiras, seja a bordo de um dos mais velozes catamarãs, seja através de uma música que põe multidões a dançar noutros continentes, seja através de uma peça de arte que percorre o mundo ou de sabores e aromas tão típicos do nosso país que fazem as delícias dos paladares estrangeiros”.

É o caso dos espaços gastronómicos do chef Vítor Sobral, responsável pelo catering e zona de restauração do evento, que apesar de apresentarem diferentes conceitos, em comum têm uma queda para o peixe. Só que enquanto no espaço Aldeia dos Pescadores (com capacidade para 4000 pessoas e 600 lugares sentados) vai encontrar diferentes propostas de chefs convidados, à beira-rio encontra um restaurante de cozinha de autor, com pratos assinados pelo próprio chef Vítor Sobral.

Deejay Kamala
Fotografia: Manuel Manso

O pôr-do-sol e final de dia, ali entre as 19.00 e as 22.00, será brindado todos os dias com o som de diferentes DJ’s portugueses, num cartaz musical com a curadoria de Deejay Kamala: a 3 de Outubro com o DJ André Henriques; a 4 de Outubro com um Moullinex DJ Set; a 5 de Outubro com o próprio Deejay Kamalaa que anda a celebrar 20 anos de carreira; a 6 de Outubro com DJ Overule; e a 7 de Outubro o cartaz que fecha com dupla DJ Ride e Stereossauro (Beatbombers).

regata de portugal arte urbana

©Ricardo Pinto

E só falta a arte. Gonçalo Mar foi o artista escolhido para a curadoria de arte desta Regata de Portugal e o convite não surgiu por acaso: é com MAR que assina as suas obras e é o mar o tema central desta edição. Ao curador vão juntar-se outros artistas urbanos com trabalhos em contentores ligados ao tema marítimo, como é o caso de RAM (Miguel Cairo), Frederico Draw, Nomen, Mesk, Tamara Alves, The Caver e Third.

+ Lisboa sem carros e muita festa na Semana Europeia da Mobilidade

+ Chefs on Fire vai reunir chefs portugueses à volta da fogueira

Últimas notícias

    Publicidade