A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jardim Zoológico de Lisboa
Fotografia: Nuno Branco

Zoo de Lisboa apresenta cria de koala

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

Há uma nova cria de koala no Jardim Zoológico de Lisboa, o primeiro zoo europeu a ter a espécie sob seu cuidado. Este nascimento representa uma contribuição fundamental para o programa de reprodução de espécies ameaçadas.

O Jardim Zoológico de Lisboa participa desde 1991 no Programa de Conservação in situ de koalas, em colaboração com a Sociedade Zoológica de San Diego. O nascimento de uma nova cria, anunciado esta quarta-feira, vem reforçar o seu importante papel na conservação desta espécie em declínio.

koala

Fotografia: Nuno Branco

“Estes programas são ferramentas fundamentais que permitem às instituições que participam activamente na conservação das espécies, formar populações geneticamente viáveis para uma possível reintrodução ou para a salvaguarda das mesmas em caso de catástrofes ambientais”, pode ler-se no comunicado do Jardim Zoológico de Lisboa, onde se evoca o recente “conjunto de fogos devastadores que colocam em grande perigo todo o conjunto de flora e fauna” da região australiana.  “No último vídeo partilhado, a equipa de investigadores de campo pela voz da Dra. Kellie Leigh, descreve um ambiente de total devastação, com cerca de 80% da área de Património Mundial ardida.”

Símbolo de esperança, a cria de koala (Phascolarctos cinereus), que nasceu a 25 de Julho de 2019, migrou para a bolsa marsupial da sua progenitora, após uma gestação de cerca de um mês, com menos de 20 mm de comprimento e 0,5g de peso. Cerca de sete meses depois, já é possível observá-la tanto no marsúpio como no colo da mãe. Mas ainda há muito por fazer em prol do projecto de conservação e reprodução da espécie, razão por que “o Jardim Zoológico de Lisboa vai enviar para a Austrália mais uma tranche de donativo a partir do seu Fundo de Conservação”. Este montante, à semelhança do valor angariado pelos mealheiros do Jardim Zoológico, ou pelo fundo criado pelo zoo de San Diego, será utilizado de imediato no resgate e recuperação da flora e fauna australiana. 

Caso queira contribuir para a causa, é possível fazer donativos directos no site de angariação de fundos criado pelo zoo de San Diego ou, até ao final do mês de Março, num dos três mealheiros espalhados pelo Jardim Zoológico, incluindo na zona de acesso livre.

+ Actividades para miúdos que gostam de animais

+ Seja um naturalista: passeios e workshops para respirar ar puro

Últimas notícias

    Publicidade