Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Cinco novos pratos para provar no Sea Me

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Restaurante, Sea Me, Peixaria Moderna, Chiado
©Duarte Drago

Cinco novos pratos para provar no Sea Me

Vasco Lello, o novo chef do restaurante de peixe Sea Me, guia-nos pela nova carta e diz-nos quais os pratos que temos mesmo de provar.

Por Inês Garcia
Publicidade

Prestes a comemorar uma década, o restaurante peixaria moderna Sea Me deu uma volta ao menu, mantendo todos os clássicos mas acrescentando novos pratos. O culpado desta mudança é Vasco Lello, o novo chef. "É uma casa de peixe mas faltavam algumas coisas. Não tínhamos uma sopa, por exemplo. E temos aqui a matéria-prima toda à mão. Tentamos aproveitar e explorar tudo ao máximo", explica. Visualmente a carta ficou mais curta, mais simples de ler e mais bonita. O peixe da montra e as peças de sushi continuam a ter grande destaque, mas há novas e diferentes entradas e alguns pratos de tacho. "Eu, enquanto chef, sempre fiz cozinha de autor, cozinha com transformação. Aqui estou a equilibrar três frentes que funcionam muito bem: o sushi, a grelha e o resto da cozinha com pratos mais compostos", reforça. Mantém-se alguns clássicos, como os pregos de atum, os nigiris de sardinha assada (que também funcionam bem como sobremesa) e a opção de escolher um peixe da montra para comer metade grelhado e metade em sushi. Nas entradas juntaram-se novas opções, como os ovos com ovas, o tiradito de robalo ou os novos pratos principais, como a cataplana algarvia ou o bitoque de atum servido com ovo estrelado, picles caseiros e batata doce. Eis cinco pratos que não pode mesmo perder na próxima visita ao Sea Me.

Recomendado: Os melhores restaurantes de peixe em Lisboa

Cinco novos pratos para provar no Sea Me

Sea Me
©DR

Sopa de peixe

Um dos novos pratos para arrancar a refeição e aconchegar o estômago é a sopa de peixe, aqui com inspiração asiática, com coco e lima kaffir.

Preço: 9,50€

Sea me
©DR

Croquetes de sapateira

À primeira vista parecem uns croquetes de cervejaria normais. Seriam bons, certamente, mas estes não vêm com mostarda, antes com uma fresca maionese e lima, a combinar com o recheio de sapateira. 

Preço: 9€

Publicidade
Sea Me
©DR

Tábua de charcutaria do mar

A tábua de enchidos do Sea Me é uma versão marítima. "Fazemos peixes curados, marinados, uns fumados. É tudo feito cá", explica Vasco Lello. Não há descrição do que vem na tábua porque depende da apanha do dia. Acompanha com picle de funcho do mar, anizado, um sabor que ajuda a limpar a "potência do peixe".

Preço: 15€

Sea Me
©DR

Polvo na chapa

Uma das novidades nos pratos principais é este polvo na chapa com ares de polvo à galega, por culpa da paprika picante. Acompanha com puré de cenoura fumada, feito com uma redução do caldo da cozedura do polvo. 

Preço: 23€

Publicidade
Sea Me
©DR

Arroz de berbigão

Foi uma das primeiras entradas na carta quando o chef Vasco Lello atracou no Sea Me. "É um prato que me acompanha já há algum tempo", justifica. É cremoso e intenso q.b., bem carregadinho do bivalve. 

Preço: 19,50€

Comida portuguesa em Lisboa

Peixaria da Esquina
©Manuel Manso

A melhor comida de tacho em Lisboa

Restaurantes

Comida de tacho é sinónimo de conforto, de horas no forno e ao lume, para apurar. Fizemos um rally por tascas, restaurantes tradicionais e mesas de chefs e trazemos-lhe uma selecção das melhores tachadas que pode comer em Lisboa. Daquelas que pedem para ficar algum tempo à mesa, para comer com calma e rapar o fundo ao tacho. As opções vão dos 5€ aos 50€ e neste menu tanto tem arroz de línguas de bacalhau e cozido à portugesa como opções mais internacionais, do ensopado de borrego arménio ao trigo verde com borrego libanês.

bacalhau assado à portuguesa do solar dos presuntos, tema 526
Fotografia: Manuel Manso

Pratos de bacalhau a não perder em Lisboa

Restaurantes

É um dos ingredientes mais famosos da cozinha tradicional portuguesa e embora alguns sejam muito clássicos na hora de o cozinhar, não faltam pratos com bacalhau para comer em Lisboa, bem criativos (ora descubra neste lista aquele que tem um molho de galinha assada) e com ingredientes diferentes. Aqui dizemos-lhe nove pratos que tem mesmo de provar, cobrindo vários tipos de restaurantes, da tasca à cozinha de chef, com passagem pelo quiosque para apanhar um salgadinho. O certo é que esta é a nossa comida de conforto. Se o que lhe apetece é bacalhau, então deixe-se guiar por nós.  

Publicidade
polvo à lagareiro da adega das gravatas, tema 526
Fotografia: Manuel Manso

Pratos de polvo a não perder em Lisboa

Restaurantes

Há quem diga que o polvo é como o bacalhau, pode ser trabalhado de uma série de maneiras. E por ser um molusco tão versátil e democrático, tem direito a um dia mundial em sua honra, comemorado a 8 de Outubro, em referência ao número de tentáculos deste cefalópode. Em Lisboa os restaurantes usam-no para os mais clássicos arroz de polvo, pataniscas ou filetes, mas também em pratos diferentes e surpreendentes, como os asiáticos poké ou tempuras de polvo, tártaros ou pica-paus do mar. Aqui será sempre bem servido, é só escolher se prefere um prato seguro ou arriscar o paladar. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Também poderá gostar

        Publicidade