O melhor que descobrimos nos frigoríficos de Agosto

Esqueça os iogurtes e o pacote de leite da praxe. Em Agosto encontrámos frigoríficos que nos deixaram de boca aberta.
frigorifico pedro almeida
ManuelManso
Por Catarina Moura |
Publicidade

Em Agosto fomos a casa de um chef, um bartender, um relações públicas que adora cozinhar, e um foodie. E garantimos que em nenhuma destas casas comer é entediante.

O melhor que descobrimos nos frigoríficos de Agosto

Manteiga de garrafa

As manteigas de Pedro Almeida

O chef do Midori e do Spices é fã de manteigas e tem-nas sempre em variedade. Neste dia havia ghi, a manteiga indiana clarificada; e manteiga de garrafa, que um amigo lhe traz do Brasil, “muito fermentada e quase a saber a queijo”. Põe-se em banho-maria para escorrer da garrafa.

alfajores frigorifico roger mor

Os alfajores de Roger Mor

“São da Valeria”, diz Roger, assessor de comunicação de espaços como a LX Factory, Casa de Pasto ou Pensão Amor. Valeria Olivari abriu em Lisboa o Atelier Las Cholas e tem lá estas bolachinhas com doce de leite, tradicionais do Peru. “As melhores de Lisboa”, garante.

Publicidade
barras energéticas

Barras energéticas de Jorge Camilo

São da marca Aptonia e vendem-se na Decathlon. No fundo são nougats de amêndoa ou banana nas medidas certas para antes dos treinos do bartender do 100 Maneiras.

miso

A pasta miso de Pedro Almeida

Quando não tem nada para comer, come uma sopa miso: “uns legumes lá para dentro, massa e siga.” Esta, acastanhada, é a mais fermentada e de sabor forte, come-se no Inverno.

Publicidade
abade de priscos

Abade de Priscos de Rodrigo Meneses

O Abade de Prisco do curador da Academia Time Out é feito por Miguel Oliveira, do blogue Malagueta Man, que anda a fazer este pudim na forma tradicional, em doses individuais e até em bolas de Berlim. É “o melhor pudim à face da terra”, diz Rodrigo, que tem mais nove em casa. Está guardado dentro de uma forma para se manter direito.

As últimas novidades gastronómicas de Lisboa

Publicidade
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com