Os pratos mais lisboetas do Time Out Market

Siga o nosso roteiro gastronómico por estes pratos bem alfacinhas servidos no Time Out Market.
Time Out Market - O Prego da Peixaria
Inês Félix
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Tanto para escolher e não sabe por onde começar? E umas pataniscas e peixinhos da horta para início de conversa. Amêijoas à bulhão pato a seguir e um bacalhau à brás e uns ovos verdes de bacalhau para continuar, sem esquecer o clássico do prego para terminar. Por fim, um docinho: o pastel de nata da Manteigaria, cujas fornadas estão sempre a sair. Debaixo do mesmo tecto, o Time Out Market reúne muito do melhor de Lisboa. Mas há uns pratos que são mais alfacinhas do que outros. São esses que destacamos esta semana.

Recomendado: Time Out Market – o melhor dos próximos dias

Os pratos mais lisboetas do Time Out Market

Manteigaria - Pasteis de Nata
©DR

Pastéis de nata

Manteigaria
Preço: 1€ a unidade

Não menosprezando a História, em vez de um corvo, Lisboa poderia ter um pastel de nata como símbolo da cidade. Lisboetas e estrangeiros reconhecem-no e veneram-no igualmente. Será eterna a discussão sobre onde se comem os melhores, mas nós já fizemos a nossa escolha: é na Manteigaria.

 

Chef Marlene Vieira
ManuelManso

Pataniscas com aioli de pimentos

Chef Marlene Vieira
Preço: 7€

As pataniscas são um dos petiscos mais lisboetas. Pelas tascas e restaurantes da cidade, são normalmente servidas com arroz de tomate ou de feijão vermelho. Vieram parar à carta do restaurante da chef Marlene Vieira no Time Out Market depois da edição do Rock in Rio deste ano, onde o mercado marcou presença. São um petisco em forma de sonho, acompanhadas por um aioli de pimentos para mergulhar as ditas cujas.  

Publicidade
Prego do Prego da Peixaria
Fotografia: Arlindo Camacho

Prego Clássico

O Prego da Peixaria
Preço: 9,50€

É uma das mais típicas sandes nacionais, a par da bifana e da sandes de leitão. Servida desde sempre em muitas tascas e snack-bars da cidade, sempre com uma imperial a acompanhar, o prego – fatia de carne de vaca, fina e tenra, com pão e mostarda – sofreu um upgrade n’O Prego da Peixaria, onde é servido em bolo do caco e com manteiga de ervas. 

peixinhos da horta do papa açorda
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes

Peixinhos da horta

icon-location-pin Cais do Sodré

Pap’Açôrda
Preço: 6,50€

Todo o mundo conhece a “tempura japonesa”, mas poucos sabem que esta terá tido origem nos peixinhos da horta (feijão-verde envolto em polme, frito), receita levada pelos missionários portugueses para o Japão em 1543. Antes disso terá surgido como forma de os católicos evitarem o consumo de carne ou mesmo devido ao preço elevado do peixe. No Pap’Açôrda são um clássico da casa e são servidos como entrada ou petisco.

A Time Out diz
Publicidade
Restaurantes

Amêijoas à Bulhão Pato

icon-location-pin Cais do Sodré

Marisqueira Azul
Preço: 13€

A prova de que os pratos mais simples, feitos com os ingredientes mais frescos, são quase sempre vencedores. Raimundo António de Bulhão Pato (1828-1912) foi escritor, poeta e político, mas o seu nome ficou mais conhecido por algumas receitas que criou, como é o caso das famosas amêijoas que levam apenas alho, coentros e azeite. Na Marisqueira Azul, as amêijoas são do Algarve e a receita é feita assim mesmo. 

Bacalhau à Brás – Miguel Castro e Silva
©Luis Ferraz/Time Out Market

Bacalhau à Brás

Chef Miguel Castro e Silva
Preço: 12,50€

Das mil e uma maneiras de fazer bacalhau, esta é uma das mais famosas em Lisboa. E tal como muitos pratos de Lisboa também deve o seu nome a um lisboeta, desta feita um taberneiro do Bairro Alto de seu nome Braz, que se terá um dia lembrado de misturar bacalhau desfiado, batatas fritas e ovos mexidos. Tal foi o sucesso da receita que se tornou um clássico nas casas lisboetas. Miguel Castro e Silva fez desta receita um dos seus pratos mais conhecidos. No seu restaurante do Time Out Market é um dos best-sellers.

Publicidade
Ovo verde de bacalhau – Cozinha da Felicidade
Fotografia: Ana Luzia

Ovos Verdes de Bacalhau

Cozinha da Felicidade
Preço: 2,50€ a unidade

Tradicionalmente os ovos verdes são feitos com um ovo cozido, sendo retirada a gema, à qual é adicionada pão amolecido e salsa picada (daí o verde), e depois são envoltos num polme para serem fritos. Mas Susana Felicidade, não sendo lisboeta, resolveu dar-lhe uma nova (e deliciosa) identidade. Continuam a ser verdes, mas têm bacalhau e batata doce no recheio. Acompanham com uma maionese de coentros.

O melhor do Time Out Market

L'Éclair
©Luis Ferraz
Restaurantes

Comida para todos no Time Out Market

Dez mil metros quadrados. Dezenas de restaurantes. Chefs famosos e premiados. O Time Out Market pode ser um verdadeiro tormento para os mais indecisos. Mas podemos aumentar ainda mais o grau de dificuldade na hora de escolher o que comer no Mercado da Ribeira, no Cais do Sodré: alergias, intolerâncias e regimes alimentares especiais, vegan ou vegetarianos. E agora? Andámos de restaurante em restaurante, falámos com chefs, picámos daqui e dali – tudo para encontrar os melhores pratos para todos (até para os mais gulosos que não passam sem uma boa sobremesa). 

Time Out Market Taylor's
Duarte Drago
Notícias, Bebida

O Time Out Market tem agora um quiosque dedicado ao vinho do Porto

Se o mercado não vai ao Douro, vem o Douro ao Time Out Market, onde a Taylor’s acaba de abrir um quiosque dedicado ao vinho do Porto. Toda a gente conhece o vinho do Porto, mas quantas pessoas já provaram um bom copo de vinho do Porto? Foi com esta pergunta em mente que fomos buscar a Taylor’s, uma das mais antigas marcas de vinho do Porto, com 325 anos de experiência. O novo quiosque da marca, situado junto à ala dos chefs no Time Out Market, quer mostrar a todos os portugueses e estrangeiros que visitam o mercado que existe uma enorme variedade de vinhos do Porto, cada qual com as suas características. 

Publicidade