9 restaurantes em Lisboa que são Florestas

Nestes restaurantes em Lisboa que são florestas tanto há bitoques como bacalhau à minhota.

Fotografia: Arlindo CamachoEntremeada de Leitão do A Floresta do Salitre

Respeitamos Monsanto, o eterno pulmão da cidade, mas estes restaurantes também são Florestas dignas de passeio. Seja para comer na esplanada ou nos interiores decorados à antiga, sem grandes chiquezas, aqui há sempre boa comida tradicional portuguesa. 

A Floresta do Salitre

Quando o relógio bate a uma da tarde já a sala d’A Floresta do Salitre está a rebentar pelas costuras - ler: se quer mesa ao almoço, chegue uns minutos antes. À medida que os minutos avançam, o Sr. Joaquim vai distribuindo as sopas caseiras, anunciando os pratos do dia, contando uma piada, trazendo peixes na brasa, bitoques e abrindo boas garrafas de vinho (aqui bebe-se e percebe-se do assunto). No final é só passar pela Sr. Rosa, pagar a conta e martirizar-se por não ter ido mais cedo ao balcão espreitar as sobremesas. Às sextas-feiras é obrigatória a entremeada de leitão acompanhada de batata frita caseira pala-pala e nos outros dias é um porto seguro para o bitoque da vazia tenro, com um molho bem temperado e com as tais batatas pala-pala.

Ler mais
Avenida da Liberdade

Floresta de Moscavide

4 /5 estrelas

Faz parte da colecção de restaurantes abertos por galegos em Lisboa no século XX e, tendo este aspecto em comum com o Gambrinus (já que um dos fundadores desse clássico das Portas de Santo Antão era galego), a Floresta de Moscavide já foi apelidada de "Gambrinus dos pobres" nesta revista pelo jornalista Joaquim Letria. Mais tarde, o crítico Alfredo Lacerda passou por lá e deu-lhe quatro estrelas: comeu lá uns "dos melhores filetes de peixe galo de sempre" e uma mousse de chocolate e leite creme a condizer. No fundo, só deu razão a Cristiano Ronaldo, cliente habitual desta casa forrada a azulejos e madeira.

Ler mais
Lisboa
Publicidade

Floresta da Estefânia

É possível que pense ter entrado numa cápsula dos anos 1960/70 ao entrar na Floresta da Estefânia: as duas salas estão forradas a azulejos com padrões beges e há por todas as paredes pinturas ingénuas de cavalos a correr na floresta ou paisagens com cascatas. Tudo o que isto indicia, confirma-se: comida honesta e saborosa nos pratos do dia e uma grelha de onde saem secretos, lagartinhos e picanha acompanhados de batatas fritas, arroz e feijão preto.

Ler mais
Lisboa

Mais Florestas em Lisboa

Floresta de Algés

Nesta Floresta, o bacalhau é uma especialidade (seja à Minhota, Zé do Pipo, Lagareiro, com broa ou natas), mas as pataniscas com arroz de feijão, o arroz de pato, o arroz de polvo e o cozido à portuguesa também se destacam no menu. Aberto todos os dias (fecha apenas ao domingo ao jantar), neste restaurante fazem-se também jantares de grupo.

Ler mais
Oeiras

Floresta de Belém

Junto ao Palácio de Belém, esta Floresta serve comida tradicional portuguesa há mais de 30 anos. Tem uma sala com capacidade para 40 pessoas mas os grandes ex-líbris são as esplanadas, sempre compostas assim que brilha o sol e começam as sardinhadas. Entre as especialidades estão a feijoada à portuguesa e a de chocos, o cozido à portuguesa ou o arroz de polvo, mas todos os dias há prato diferente.

Ler mais
Belém
Publicidade

Floresta das Escadinhas

“Aqui o cliente senta-se para comer uma feijoada à Transmontana, dobrada, mão de vaca ou umas deliciosas sardinhas grelhadas.” Não somos nós que o dizemos, é o restaurante, conhecido pelos seus cozinhados no carvão. “O prato forte da casa continuam a ser carnes e peixes, tudo muito bem trabalhado na grelha pelas mãos da dona Inês.” Mais uma vez, as palavras não são nossas.

Ler mais
Baixa Pombalina

Floresta do Calhariz

Fica no coração do Bairro Alto mas, ainda assim, serve comida caseira honesta. Os pratos de bacalhau são os que têm mais saída mas há bom peixe grelhado assim como filetes, carnes e boas propostas de tacho. As doses são bem servidas e regadas.

Ler mais
Bairro Alto
Publicidade

Floresta do Alcaíde

Tem comensais fiéis e percebe-se porquê: aqui come-se bem e barato e o atendimento é do mais familiar possível. Uma refeição completa são 7,50€ (sem sobremesa é menos um euro), com direito ao vinho da casa. O peixe grelhado é sempre boa aposta. 

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré

Floresta de Santana

Carne ou peixe na brasa, pratos em conta. O Floresta de Santana é um típico restaurante lisboeta. Modesto e de prato cheio. Para os dias de sol, há uma pequena esplanada. Serve refeições até tarde, o que é sempre uma mais-valia.

Ler mais
Lisboa
Publicidade

Cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

O melhor da cozinha tradicional portuguesa em Lisboa

Demos uma volta ao país sem sair da cidade e reunimos uma colecção de grandes exemplares da cozinha tradicional portuguesa, região por região, servidos nos restaurantes de Lisboa. É muito provável que a sua comida de conforto esteja aqui. Esta é a nossa zona de conforto. 

Ler mais
Por Inês Garcia

Os melhores restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa

Do Minho ao Algarve, do interior ao litoral – não é preciso sair de Lisboa para experimentar os melhores sabores da cozinha portuguesa. Açordas, bacalhaus, rissóis e pataniscas. Entremeadas, croquetes, cozidos e empadões – o que não falta nestes restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa são especialidades do país inteiro.     Recomendado: Tascas a não perder em Lisboa

Ler mais
Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Comentários

0 comments