Três novos pratos para provar no Lumni

Miguel Castro e Silva percebeu o que quer do Lumni e pôs tudo na nova carta. Estes são três dos novos pratos.
Lumni
©Manuel Manso
Por Catarina Moura |
Publicidade

Depois da abertura do Lumni no Verão de 2017 e da carta que fez o arranque do restaurante, Miguel Castro e Silva sentiu necessidade de parar, deitar fora muita coisa e encher a carta de novos pratos. "Reencontrei-me e percebi o que quero para este restaurante", conta-nos à mesa do Lumni pouco antes de começar um jantar dedicado aos pratos de peixe do novo menu.

"Estou a fazer aqui aquilo que não podia fazer no Bull & Bear há 26 anos. A minha essência é a redescoberta da cozinha portuguesa, agora com o reencontro de algumas técnicas asiáticas e italianas", continua. Aqui estão os pratos e os produtos nacionais nas doses pequenas e delicadas que foram criticados no tal restaurante do Porto há décadas atrás, diz.

Aos novos pratos juntam-se ainda os novos cocktails da autoria de Dave Palethorpe, do Cinco Lounge. Estes são três dos novos pratos de peixe do Lumni.

Três novos pratos para provar no Lumni

lumni
LUIS PATRICIO

Lula recheada e puré de batata

O chef anda há 15 anos a tentar fazer uma lula recheada, conta. Acabou por chegar a uma receita de sabor forte e reconfortante que o satisfez o suficiente para entrar na nova carta do Lumni: o interior tem cogumenlos shiitake, pescada para dar textura, pancetta e paio alentejano. Acompanhado de puré de batata.

Preço: 25€

lumni
LUIS PATRICIO

Pescada com soufflé de grelos

Miguel Castro e Silva já anda há um tempo a insistir numa versão sua da pescada à poveira. "É mesmo aquilo em que penso quando penso em comida de conforto", diz antes de explicar que os elementos do prato tradicional estão todos lá. O colorau entra num pil pil (um molho com azeite, alho e piripíri) em que o peixe é cozinhado. Serve-se com um soufflé de grelos.

Preço: 24€

Publicidade
lumni
LUIS PATRICIO

Pregado e arroz de lingueirão

O pregado com funcho, pimento amarelo e cenoura saiu de uma tarde de brainstorming com a equipa. Depois de muito pensar o que se casaria com o peixe, uma viagem ao Algarve resolveu o dilema: um arroz de lingueirão caldoso como se faz a Sul.

Preço: 27€

O melhor do Bairro Alto

Purex
Fotografia: Ana Luzia
Bares

Três sítios para beber um copo no Bairro Alto

O mais fácil no Bairro Alto, se não o conhecer bem, é perder-se entre ruas e bares – e isso até pode correr lindamente, claro, sobretudo se for com essa atitude de descoberta, quase de rally das tascas. Mas, convenhamos, que para muitos lisboetas o Bairro Alto já não representa essa novidade exótica que os turistas adoram. É também por isso que lhe sugerimos três bares para se perder em particular. O Purex, o 49 da ZDB e O 36, bares com histórias distintas e uma coisa em comum: bom ambiente e boas bebidas. Vamos a isso.    

Ingri, um dos pratos do Tantura
© Arlindo Camacho
Restaurantes

Os cinco melhores restaurantes no Bairro Alto

Corremos o Bairro Alto e cruzámo-nos com mais de 100 restaurantes pelo caminho, mas apenas cinco marcam presença no Guia de Restaurantes Time Out 2018. De cozinha de autor ao novo restaurante israelita, estes são os cinco melhores restaurantes no Bairro Alto. Recomendado: Os melhores restaurantes na Lapa e na Madragoa

Publicidade