Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Três sítios para comer pão de queijo

Três sítios para comer pão de queijo

Tire o pé do chão e vá a um destes três sítios para comer pão de queijo.

pão de queijo do chamego
Fotografia: Francisco Santos Pão de Queijo do Chamego
Publicidade

Não é bem o equivalente a uma fatia de pão alentejano barrado com o nosso queijo da serra, mas para os brasileiros é snack obrigatório a qualquer hora do dia. A receita original é de Minas Gerais e a base é o polvilho azedo, sem glúten, mas amassado de uma forma específica para ficar em forma de bolinha. Nestes três sítios dá para provar um bom pão de queijo.

Três sítios para comer pão de queijo

chamego
Fotografia: Francisco Santos
Restaurantes, Brasileiro

Chamego

icon-location-pin Beato

Estas bolinhas, que têm por base o polvilho azedo, sem glúten, mas amassado de uma forma específica para ficarem redondinhas, são um “chamego”, que é como quem diz, um “aconchego” para o estômago, nesta casa de chá com a especialidade brasileira em destaque. Além da massa tradicional, há versões com brócolos, beterraba, azeitonas ou sementes.

Preço: 1,10€

feel rio
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Brasileiro

Feel Rio

icon-location-pin Baixa Pombalina

As estrelas desta pequena lanchonete brasileira ao pé do metro da Baixa/Chiado são os pastéis de vento, mas o clássico pão de queijo também está sempre na vitrine. Dá para levar para casa em embalagens de seis, pré-assados e congelados. Acompanhe com um dos sucos caseiros.

Preço: 1,45€

Publicidade
Restaurantes, Cafeteria

Casa 55

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Esta mercearia e cafetaria quis tornar-se a primeira "pão de queijaria" da cidade. A cada dez minutos há uma fornada de pão de queijo a sair. Existe em versão grande, simples ou recheado (há dez variedades de recheio, do salmão ao queijo de cabra), ou em pacotes de 12 miniaturas (5€). Aqui encontra também uma mercearia de produtos importados da América do Sul e do Brasil.

Preço: 1,60€

Comida do mundo em Lisboa

pistola y corazon, desanuio
Fotografia: Arlindo Camacho
Restaurantes, Mexicano

Os melhores restaurantes mexicanos em Lisboa

O melhor é pedir uma marguerita ou um cocktail com mezcal assim que chegar um destes restaurantes mexicanos em Lisboa – afinal a cozinha mexicana é conhecida pelo seu nível de picante (e aqui convém ter atenção às malaguetas assinaladas nas cartas, que não estão lá para enganar ninguém). As maiores influências desta cozinha vêm dos povos pré-colombianos e dos costumes dos colonizadores espanhóis, mas os pratos típicos variam consoante a zona (a partir da cozinha mexicana surgiu, entretanto, a tex-mex, que reúne os sabores do estado do Texas, nos Estados Unidos, com o México). A base da cozinha mexicana tradicional é o milho – daí que não seja fácil fugir às tortilhas, que acompanham quase todas as refeições –, o feijão e a pimenta. Prove os tacos, o chilli com carne ou as enchiladas. 

Dim sum do Estoril Mandarim
Fotografia: Ana Luzia
Restaurantes, Chinês

Os melhores restaurantes chineses em Lisboa

Os Golden Visa não melhoraram só o panorama do imobiliário da cidade. A procura de comida chinesa autêntica e regional aumentou a olhos vistos e já não é tudo acompanhado com arroz chau chau, com rebentos de soja lá pelo meio e com a banana fá si de sobremesa. Desde o Martim Moniz até ao Estoril, consegue-se comer de tudo um pouco, mesmo que por vezes tenhamos de entrar em apartamentos alheios. Estes são os melhores restaurantes chineses em Lisboa para todas as carteiras (sim, que esta lista também contempla o fine dining chinês). 

Publicidade
Mille-feuilles tuna tartar
© Agência Zero
Restaurantes, Japonês

Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa

A oferta de restaurantes japoneses em Lisboa cresceu em larga escala nos últimos anos. Nem tudo o que abriu, porém, tem a qualidade de matéria-prima desejada ou mãos que a saibam tratar como merece. Bem espremidos, são poucos aqueles servem bom sushi, seja ele mais ou menos tradicional, mas confeccionado com talento. São poucos, mas já fazem um conjunto agradável. Ei-lo. 

Publicidade