A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
  1. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  2. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  3. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  4. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  5. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  6. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  7. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  8. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  9. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  10. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  11. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima
  12. Art Dispersion
    Fotografia: Mariana Valle Lima

“Do outro lado”: o olhar de uma dúzia de artistas nos outdoors de Lisboa

“Furando” o confinamento, o atelier Art Dispersion leva a arte às ruas da cidade com uma exposição fotográfica em outdoors.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Partindo das imposições restritivas da pandemia de Covid-19, o atelier Art Dispersion, em Chelas, resolveu levar a arte às ruas de Lisboa. Com curadoria de Bruna Lobo e a participação do Instituto Moreira Salles, a exposição “Do outro lado” está espalhada pela cidade, com imagens em painéis 8x3m, de uma dúzia de fotógrafos de Portugal, Espanha, Brasil, Argentina e Moçambique. Desde Museu em Montagem, de Rodrigo Bettencourt da Câmara, até Concierto para el Bioceno, de Eugenio Ampudia, há toda uma galeria a céu aberto para percorrer até ao final de Abril. “É uma audácia que contribui para a conversão momentânea dos transeuntes em apreciadores de arte, comprometidos unicamente com o sentir daquilo que está tão próximo”, afirma a curadora, que convida a um programa em família, de Belém ao Lumiar. Nesta fotogaleria poderá ver algumas das peças e o ambiente que as rodeia pelos olhos da editora de fotografia e vídeo da Time Out Portugal, Mariana Valle Lima. 

Recomendado: Exposições em Lisboa para visitar este fim-de-semana

Desconfinar o olhar

  • Coisas para fazer

Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana. Embarque connosco num passeio alternativo pela cidade.

  • Arte
  • Galerias

Museus e centros de difusão de arte contemporânea são o pão nosso de cada dia no habitual roteiro cultural dos lisboetas. Mas, onde andam os artistas emergentes? Ora tome lá uma lista de galerias de arte alternativas, algumas ainda meninas e moças na capital onde se compra e desfruta de arte em todos os moldes. Cada uma delas merece uma visita com olhos de lince, atentos ao mais pequeno detalhe.

Publicidade
  • Coisas para fazer

“A Cidade da BD”, como se tem afirmado em Portugal e como confirma a parede de um túnel a caminho do Fórum Luís de Camões, é uma referência da expressão artística no espaço público e na cultura urbana da Grande Lisboa. Entre as diferentes propostas visuais, encontramos obras de artistas como Odeith, Akacorleone, Vile e Smile.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade