Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Meet Vincent van Gogh: 14 imagens da exposição em Lisboa

Meet Vincent van Gogh: 14 imagens da exposição em Lisboa

A vida de Vincent van Gogh é um livro aberto dentro de uma tenda em Belém. Partilhamos 14 imagens da exposição imersiva sobre o pintor.

Exposição Van Gogh
1/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
2/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
3/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
4/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
5/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
6/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
7/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
8/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
9/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
10/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
11/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
12/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
13/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Exposição Van Gogh
14/14
Duarte DragoExposição Van Gogh
Por Francisca Dias Real e Raquel Dias da Silva |
Publicidade

“Meet Vincent van Gogh” é uma produção de entretenimento do Vincent van Gogh Museum, em Amesterdão. Numa parceria com a empresa lisboeta UAU, a exposição premiada invadiu Lisboa, depois de ter passado por Pequim, Barcelona e Seul. Instalada no Terreiro das Missas, em Belém, convida o visitante a conhecer e tocar não apenas na obra, mas na sua vida, que continua a fascinar milhares, apesar de o artista ter morrido há mais de um século.

Ao longo do percurso, dividido por galerias temáticas, os visitantes vão tropeçar nos principais locais pelos quais o pintor holandês passou. No Campo de Trigo, o som de um tiro ecoa no ar onde Vincent disparou sobre si próprio, enquanto há uma projecção imersiva com flashbacks dos seus primeiros anos de vida. Na secção dedicada a Artistas Emergentes, pode passear na ruralidade dos Países Baixos ou nas ruas de Paris, sentar-se à mesa do Café Tambourin, em Montmartre, e simular o quadro “Os Comedores de Batatas”.

Outro dos espaços da exposição é O Quarto, uma recriação em tamanho real do quarto do pintor, onde pode até tirar fotografias sentado ou deitado na sua cama (sim, o que é proibido noutros museus, passa a ser obrigatório: o objectivo é mesmo interagir, tocar, fotografar, filmar). Já dentro da Casa Amarela está o estúdio de Vincent na Place Lamartine, em Arles. Lá dentro há uma instalação artística e um jogo de sombras em que se vê o pintor em diálogo com Gauguin. Na galeria Doença e Criatividade, cada visitante pode percorrer os corredores do asilo, explorando a luta de Vincent pela sua recuperação. Através da projecção e do som são conduzidos para St. Remy e, depois, de volta aos campos de trigo, como se a história de Van Gogh completasse um ciclo.

Antes de comprar os seus bilhetes (9€-27€) na Ticketline, espreite esta fotogaleria e aguce ainda mais a sua curiosidade. Depois saia de casa e vá pôr a sua arte em dia. Aproveite que o audioguia está incluído (não, não terá de abrir os cordões à bolsa duas vezes) e há uma versão feita especialmente para os miúdos.

Recomendado: Está a tenda armada em Belém para ver Van Gogh já esta semana

Uma foto da Time Out Magazine

A Time In Portugal já está disponível

Pode ler a última edição no conforto do seu sofá

Ler a revista

Mais arte

Meet Vincent Van Gogh
©DR
Arte

Cinco exposições em Lisboa a não perder nos próximos meses

A agenda de exposições em Lisboa vai de vento em popa. E há cinco, pelo menos, que não pode perder ao longo de 2020, a começar pela primeira mostra individual de Gabriel Abrantes num museu português, passando por uma exposição interactiva dedicada a Vincent Van Gogh ou uma exibição de fotografias de viagens e espaços urbanos do austríaco Andreas Bitesnich.Tome nota destas exposições em Lisboa que vale a pena ver.

Malapata
Fotografia: Manuel Manso
Arte, Galerias

Galerias de arte em Lisboa: um roteiro alternativo

Museus e centros de difusão de arte contemporânea são o pão nosso de cada dia no habitual roteiro cultural dos lisboetas. Mas, onde andam os artistas emergentes? Esses que não correm as bocas do mundo? Nestas galerias, está claro. Ora tome lá uma lista de galerias de arte alternativas, algumas ainda meninas e moças na capital onde se compra e desfruta de arte em todos os moldes. Cada uma delas merece uma visita com olhos de lince, atentos ao mais pequeno detalhe.

Publicidade
Coisas para fazer

À procura de aulas de pintura em Lisboa? Dizemos-lhe onde

Tal como Arles serviu de inspiração a Van Gogh, Lisboa pode servir de inspiração para a sua próxima obra. Mesmo que ainda não tenha comprado os pincéis. Em Lisboa há academias e ateliers com profissionais que lhe emprestam (bom, na verdade vendem) um pouco da sua sabedoria a quem não tem tempo ou vontade de abraçar agora um percurso académico. Pegue no pincel e inscreva-se nestes aulas de pintura em Lisboa.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade