The Lisbon Studio. Conheça em primeira mão a nova antologia de BD

A segunda antologia de trabalhos de BD do colectivo The Lisbon Studio vai ser apresentada durante o Amadora BD. Já lemos "Silêncio" e apresentamos uma pequena amostra em primeira mão
1/8
À Luz da Voz - Darcy Fernandes Entre uma luz feérica e uma contaminação demoníaca, uma história de fadas… não forçosamente benévolas.
2/8
Deslumbre - Bárbara Lopes Um reencontro que acaba por ser uma demonstração da famosa máxima de Heraclito, “não te banharás duas vezes nas mesmas águas do rio”. As vinhetas focadas em pormenores da imagem global são a imagem de marca desta narrativa visual.
3/8
Monstros - Nuno Rodrigues e Filipe Duarte Pina Ninguém é realmente (apenas) aquilo que aparenta. A vivência em sociedade implica mecanismos de relacionamento mas, apesar de tudo, ainda nos surpreendemos ao longo da vida.
4/8
Sem Rede - Marta Teives (ilustração) e Pedro Moura (argumento) A simplicidade da utilização interna das vinhetas é apenas aparente. Veja-se a prancha com uma única vinheta e os diálogos entrelaçados. Uma história de um encontro aparente, ancorado num desencontro mais profundo.
5/8
Tempo - Paula Bívar de Sousa Decisões adiadas, palavras que ficam por dizer e desilusões que põem fim a hábitos nascidos do acaso. Ou de uma forma inconsciente.
6/8
Era uma Vez - Pedro Ribeiro Ferreira Uma divertida reflexão sobre o acto criativo, os entraves da ausência de inspiração e a solução — no interior de cada um de nós.
7/8
Ritual - Ricardo Cabral Num registo gráfico evocativo da década de 70, ritos e fantasia cósmica convergem para a criação de simbolismos e arquétipos.
8/8
Monte Morte - Jorge Coelho (desenho) e André Oliveira (argumento) "Ninguém está na mesma" mas o ancestral ritual macabro permanece bem vivo, numa terra esquecida de todos os valores. Uma história que faz a ponte com Milagreiro, livro anterior de André Oliveira. 
Por João Morales |
Publicidade

Mais quadradinhos

Publicidade
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com