Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Roteiro pelos melhores baloiços de Portugal

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Baloiço de Abragão
© Rodativa BTT Baloiço do Picoto, em Abragão (Penafiel)

Roteiro pelos melhores baloiços de Portugal

São o legado do Verão 2020 e vieram para ficar. Conheça alguns dos melhores baloiços do país.

Por Editores da Time Out Lisboa e Editores da Time Out Porto
Publicidade

A moda de baloiços panorâmicos foi adoptada pelos portugueses no Verão de 2020 e o número continua a crescer. Têm vista para o rio, para a serra ou para o campo e têm uma resistência acima da média. Uma excelente notícia para adultos que assim já se podem sentar e baloiçar sem ter medo de rebentarem com toda a estrutura, enquanto se recordam de uma infância leve e solta. E estão espalhados um pouco por todo o país, à espera dos visitantes que aproveitam para alimentar de imagens as suas redes sociais. Conheça alguns dos melhores baloiços do país e comece a planear a sua visita.

Recomendado: Dez sítios para visitar através do Google Street View

Baloiço do Mezio
Baloiço do Mezio
©DR

Baloiço do Mezio (Arcos de Valdevez)

Nas imediações deste baloiço, pastam livremente vacas cachenas e cavalos garranos. Lá em cima, há uma vista de 360º para o Parque Nacional da Peneda-Gerês. A natureza em estado puro é o grande atractivo daquele que é "o maior baloiço de corda em Portugal", uma estrutura de madeira com 7,60 metros de altura, erguida no alto do Mezio, em Arcos de Valdevez. O Baloiço do Mezio fica na freguesia de Cabana Maior, perto da aldeia do Soajo, do Parque de Campismo da Travanca e da Porta do Mezio, uma das cinco portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Para lá chegar, basta andar 120 metros a pé ou de bicicleta e pode encontrá-lo nas coordenadas 41°53'36.2"N 8°19'12.3"W – consulte o mapa.

Baloiço da Lagoa da Pateira do Carregal
Baloiço da Lagoa da Pateira do Carregal
©Andreia Ferreira

Baloiço da Lagoa da Pateira do Carregal (Aveiro)

O Baloiço da Lagoa da Pateira do Carregal tem um cenário idílico. Foi estrategicamente colocado para contemplar um campo aquático de nenúfares e toda a paisagem natural do Parque Ribeirinho do Carregal, mais conhecido como Pateira do Carregal. Fica na freguesia de Requeixo, a cerca de 15 km do centro de Aveiro (ver mapa). O acesso é gratuito e permitido a qualquer hora do dia. A estrutura foi instalada pela Associação de Amigos do Parque da Pateira do Carregal que oferece mais motivos para uma visita. Aproveite as mesas de piquenique para merendar, dê uns toques na bola no campo de futebol em areia e suba à torre de observação de avifauna, com acesso a pessoas com mobilidade reduzida, para se deslumbrar com as maravilhas da natureza.

Publicidade
Baloiço do Bestança
Baloiço do Bestança
©Pedro Sá

Baloiço do Bestança (Cinfães)

O Baloiço do Bestança fica em Cinfães, junto ao Canhão de Pias e à Estrada Nacional 222. É apenas um assento em madeira preso por dois cordéis a um tronco, mas o cenário paradisíaco vale o esforço para lá chegar. A água que corre por baixo pertence ao rio Bestança, que nasce a 1229 metros de altitude na serra de Montemuro e serpenteia pelo concelho de Cinfães, até desaguar no rio Douro. Para encontrar este baloiço, deve caminhar pela calçada junto aos viveiros de trutas e seguir a sinalética – veja o mapa.

Baloiço do Burgo
Baloiço do Burgo
©Jacinto Rodrigues

Baloiço do Burgo (Lousã)

O Baloiço do Burgo (ou Baloiço das Piscinas de Nossa Senhora da Piedade) só costuma estar disponível em alturas de menor caudal da ribeira, para não pôr em perigo a segurança de quem o visita. Encontra-o entre Castanheira de Pera e Coimbra, na zona da Lousã, perto das Aldeias do Xisto (ver mapa). Aproveite para tirar fotografias, baloiçar com os pés na água e dar uns mergulhos. O espaço da piscina natural é bastante grande, por isso dá para nadar à vontade.

Publicidade
Baloiço Nossa Senhora da Luz
Baloiço Nossa Senhora da Luz
©Paróquia de Magrelos

Baloiço Nossa Senhora da Luz (Marco de Canaveses)

O Baloiço Nossa Senhora da Luz está instalado no Parque do Divino Salvador, junto à Igreja de Magrelos, na freguesia de Bem Viver. Foi construído pela comunidade local da freguesia e da paróquia e se este parque já tinha uma bela vista sobre a paisagem do Douro, o baloiço é um motivo reforçado para visitar o local, coleccionar fotografias e voar entre o céu e o rio Douro. O parque fica junto à paróquia, nas seguintes coordenadas: 41.097667, -8.217615.

Baloiço em Abragão
Baloiço em Abragão
©Rodativa BTT

Baloiço do Picoto (Penafiel)

Com vista para o rio Tâmega, que banha a localidade, o Baloiço do Picoto foi instalado a 540 metros de altitude no alto do Picoto, o ponto mais elevado da vila de Abragão. O Baloiço do Picoto é uma iniciativa do Rodativa BTT, um grupo fundado em 2016 por um grupo de amigos que promove actividades como BTT, trail e caminhadas em Aragão, vila situada a 12 km de Penafiel. Para chegar ao cume de Abragão tem de andar pelo menos 500 metros a pé, mas o Rodativa BTT deixa as coordenadas do Baloiço do Picoto para ninguém se perder: 41.179186,-8.227137.

Publicidade
Baloiço do Meco
Baloiço do Meco
©Ângela Carneiro

Baloiço do Meco (Trofa)

O Baloiço do Meco foi erguido no Meco da Guerra, no Monte de Paradela, no concelho da Trofa. Este é um local de passagem de muitos amantes das bicicletas e um dos pontos mais altos do concelho. O baloiço em madeira funciona como miradouro panorâmico com vista para a cidade da Trofa e a estrutura foi montada pela Associação Recreativa de Paradela, organizadora de eventos de ciclismo como o Raid BTT e o Trofa Urban Race. Para lá chegar, siga o mapa.

Baloiço de Canelas
Baloiço de Canelas
©DR

Baloiço de Canelas (Vila Nova de Gaia)

A Serra de Negrelos é um dos maiores povoamentos florestais de Vila Nova de Gaia, onde em tempos existiram pedreiras que contribuíram para a prosperidade económica do interior do município. Em 1983, foi criada uma Trilha de Interpretação da Natureza, com o objectivo de transformar a serra num espaço de educação ambiental. Essa trilha foi agora reactivada, para aproximar as pessoas da natureza e para sensibilizar para a conservação deste espaço verde. Outra novidade desse percurso é este baloiço, criado por um grupo de amigos do ADC Santa Isabel Trail & Running, que anda a tentar levar mais gente a conhecer a Serra de Negrelos. Enquadrado pela mancha florestal da serra, o baloiço tem vista para uma lagoa na antiga pedreira e, para lá chegar, basta seguir um caminho assinalado com fitas cor-de-rosa, que começa junto ao coreto e à igreja de Canelas (ver mapa).

Preparativos para uma caminhada

Nutch
Nutch

Ponha-se a mexer com estas marcas portuguesas de roupa desportiva

Compras

Pode pôr de parte aquela t-shirt larga e publicitária que arrecadou num festival de Verão, que o tempo em que servia de uniforme para aquele treininho básico já foi. A roupa de desporto não tem de ser sete tamanhos acima do seu, nem velha, nem aborrecida – esse pode ser, aliás, um factor para entrar no clube dos desmotivados. Mas nem tudo tem de ser assim, houve quem desenhasse uma solução com etiqueta nacional. Como não nos cansamos de bater na tecla das marcas portuguesas, e olhe que as há em todos os sectores e mais alguns, também no desporto quisemos dar voz e espaço a quem se lançou neste mercado. Do design à produção, estas marcas portuguesas de roupa desportiva pensaram em tudo para lhe dar a motivação necessária para voltar aos treinos (se for o caso) ou para continuar forte na malhação, agora com mais motivos: o da performance e o da vaidade.

Isto.
© Duarte Drago

13 marcas portuguesas que apostam no essencial: t-shirts

Compras

As t-shirts têm origem nas peças interiores que se usavam por baixo de camisas e camisolas para aquecer o corpinho. Mas a t-shirt propriamente dita (a clássica branca de algodão) começou por ser usada por militares americanos a partir do início do século XX. Foi popularizada pelo cinema na década de 50, normalmente acompanhada pelos igualmente populares jeans, e ainda hoje é um básico indispensável de qualquer guarda-roupa. Isto tudo dava um livro, mas também dá uma bela lista de criativas marcas portuguesas que apostam no essencial. Muitas erguendo a bandeira da sustentabilidade.

Publicidade
Comida, Snaks, Ippie Foods
©DR

Seis marcas portuguesas de snacks saudáveis

Restaurantes

Muitas horas em frente ao computador, em casa ou no escritório, significam assaltos constantes ao frigorífico e à gaveta da secretária. E isso normalmente não dá bom resultado. A pensar na sua rica saúde, e para evitar que devore todas as embalagens de bolachas e tabletes de chocolate, damos-lhe a conhecer cinco marcas portuguesas de snacks saudáveis. Fruta desidratada, snacks com base de feijão vermelho, grão-de-bico ou ervilhas, pipocas cobertas com chocolate (sim, são saudáveis) e mini bolinhas energéticas de manteiga de amendoim são alguns dos que pode encontrar nesta lista.

 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade