A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

O Rive Rouge faz anos e tem novidades

Por Miguel Branco
Publicidade

Até Novembro, de terça a domingo, todos as noites são noites de aniversário. O Rive Rouge faz um ano e tem nova direcção e novo programador musical.

É o irmão mais novo do Luxfrágil. E nem todos podem andar aí de peito feito com essa distinção. Foi, efectivamente, uma das grandes novidades da noite lisboeta em 2016. Mas o conceito é distinto do primogénito. É das 21.00 às 04.00, no Time Out Market, para um digestivo (em modo bebida ou em modo dança) depois do jantar. Isto pode ter dois significados: a) às 04.00, o fim da noite, de uma noite mais calma; b) uma primeira etapa à qual se segue uma outra, até mais tarde, noutra casa.

Manuel Reis desafiou agora Miguel Ângelo Fernandes (responsável pela gestão dos bares do Casino de Lisboa e que já foi porteiro no Lux) para dirigir o Rive Rouge com o seu amigo Nuno Faria, do 100 Maneiras. Também na música Dexter, que antes liderava a programação, dá lugar a Hnrq.

A última novidade é uma introdução de cocktails de autor, daqueles complexos, que demoramos mais tempo a beber, que pedem conversa e não só dança. Foi idealizada por Miguel Castro e junta oito novos cocktails aos clássicos, que qualquer bar deve ter.

Parabéns ao Rive Rouge, que não tem um dia de festa específico: até ao final de Novembro é sempre dia de bolo. E de copos, claro.

Últimas notícias

    Publicidade